Pietro Costa: ‘Alea jacta est’

08/06/2021 18:47

Pietro Costa

Alea jacta est

Quase sempre

Rimos das nossas tragédias coletivas

Quase nunca

Choramos pelas histórias destruídas

 

Quase sempre

Exibimos máscaras de felicidade

Quase nunca

Arrancamos nossos toscos disfarces

 

Quase sempre

Ficamos roucos com nossos discursos altruístas

Quase nunca

Ficamos loucos com falas sensacionalistas

 

Quase sempre

Ficamos comportados ante a depravação de marionetes da mídia

Quase nunca

Ficamos enojados diante da ostentação de manchetes cínicas

 

Quase sempre

Perdemos o foco de nossos olhares

Quase nunca

Ganhamos o olhar de nossas singularidades

 

Quase sempre

Ficamos absortos ao promiscuir com programas deprimentes

Quase nunca

Sentimos desconforto ao dirigir dramas contraproducentes

 

Quase sempre

Há uma contradição afetiva no anelo pela ilusória metade

Quase nunca

Há uma exposição efetiva do lado adverso da própria face

 

Quase sempre

Dados jogados culminam em eventos impensados

Quase nunca

Dados lançados levam a resultados esperados.

 

Pietro Costa

pietro_costa22@hotmail.com

 

 

 

 

Tags: