Letícia Mariana: ‘O som do meu verso’

27/07/2022 11:01

Letícia Mariana

O som do meu verso

Ouço batidas incontroláveis,
É o som do meu verso.
A tristeza deu a luz nesta noite,
O feto é um lamento.
Senti ruídos nesta semana,
Pensei na morte e na vida.
Talvez a verdade seja dita,
Vestígios não soam como alegrias.
O poeta é um enganador,
Um assassino doce.
O seu trabalho é ensurdecedor,
Daí nascem os amores.

 

Letícia Mariana

leticiamariana2017@gmail.com

Tags: