Jorge Paunovic: ‘Propaganda política e o Zezo’

13/07/2017 16:19

Jorge Paunovic: ‘Propaganda política e o Zezo’

As notícias atualmente anunciadas pela mídia não mudam muito. Se ficarmos alguns dias sem assistir aos noticiários quando retornarmos as manchetes serão as mesmas. Denúncias de corrução, violência e aumento da criminalidade em alguns estados e a constatação de que mata-se mais em nosso país do que em algumas regiões do mundo em guerra.
Para sair do mesmo resolvo dar uma caminhada pela cidade para ver gente e observar o movimento. Tranquilamente debaixo do sol de inverno caminhando pelas ruas encontro meu leitor assíduo e crítico Zezo.
Que bom encontra-lo passeando pela cidade e muito oportuno gostaria de conversar sobre alguns fatos que tenho presenciado pela mídia, principalmente nos atuais programas político-partidários custeados pelo bolso dos contribuintes.  Indago primeiramente como tem passado o meu amigo e se tem verificado que o país está voltando a crescer com a inflação estabilizada e o PIB em crescimento lento, porém não se dando por satisfeito volta ao tema dos programas político-partidários.
Outro dia assistindo televisão um certo partido político que foi situação nos governos anteriores, inclusive ocupava um ministério referia-se que o governo atual provocara a gigantesca crise e o desemprego enfrentado pela população, além, de outas insinuações. Pergunto será que este pessoal acha que nós povo, somos alienados ou imbecis ao ponto de acreditar nessa falácia?
Será que ainda somos aquele povo que esquece facilmente os erros administrativos cometidos pelos nossos governantes? Vou dizer uma coisa ao ouvir aquilo me senti ultrajado e acima de tudo as inverdades faladas naquele programa me fizeram ver o quanto somos desrespeitados por parte da classe política.
Zezo, trata-se de propaganda política e alguns políticos e partidos gostam de confundir as coisas ou até mesmo podemos afirmar que não fizeram parte do governo que levou o país a essa crise.
Vou dizer uma coisa pegar dinheiro no mercado a doze, catorze por cento ao ano vendendo títulos da dívida pública e repassar para o BNDES a cinco seis por cento ao ano para as tais empresas campeãs que hoje estão sendo investigadas e ainda emprestar dinheiro subsidiado a países amigos é muita desconsideração com o povo brasileiro que trabalha, levanta cedo, toma condução lotada, quando tem, enfrenta filas nos hospitais e atendimento quando tem médico de plantão e agora somos obrigados a pagar uma conta que não fizemos é muita cara de pau não é não? Vem com conversinhas de golpe quando na verdade mereceram sair do governo por completa incompetência e agora ficam preparando terreno para enganar a população e o pior torcendo pelo quanto pior melhor. A verdade tem que ser dita o povo está nesta situação por incompetência de governos anteriores que acabaram com este país.
Cadê a tal da nova classe média? Nada mudou houve sim uma injeção de ânimo na população, alguns programas que acabaram não dando certo e trazendo prejuízo para o erário público que com toda a certeza a classe trabalhadora é quem deverá arcar com a despesa.
Já não assisto os noticiários cansado de tanta notícia ruim ainda sou obrigado a ouvir e ver inverdades ditas na mídia por partidos políticos que ajudaram a enterrar este país e ainda ficar quieto? O Senhor pode ficar quieto e continuar fazendo suas colunas falando sobre outros temas eu porém não concordo e acho que a verdade tem que ser dita e repetida o atual governo herdou uma situação caótica no país, endividado e pagando juros da dívida pública, as estatais a beira da falência como os correios, os fundos de pensão cobrindo prejuízos por seus investimentos em empresas erradas a Petrobrás se desfazendo de seus ativos para poder investir e o povo pagando como sempre a conta, pergunto: Pensaram no país e no povo? Trabalharam para quem? 
Tags: