Jorge Paunovic lança o livro O Danúbio Vermelho em Sorocaba/SP

02/12/2021 14:24

A obra narra a história de uma garota nascida na Sérvia que enfrentou os desafios da Segunda Guerra Mundial em busca de um único propósito: reconstruir a sua família

O escritor Jorge Paunovic lançará em Sorocaba/SP o livro O Danúbio Vermelho, escrito em memória aos 80 anos da invasão nazista na Sérvia, abordando a jornada de sua mãe, Nevenka Paunovic como refugiada da Sérvia até o Brasil, para promover a reflexão sobre as raízes das famílias e os impactos da guerra em nossas vidas.

A obra narra a história de uma garota nascida na Sérvia, que enfrentou os desafios da Segunda Guerra Mundial em busca de um único propósito: reconstruir a sua família.

Segundo Jorge Paunovic, “o objetivo em compartilhar as memórias de minha mãe é de provocar a reflexão nas pessoas sobre os desafios em que as gerações passadas enfrentaram em busca da sobrevivência e por uma nova perspectiva de vida para as próximas gerações”.

O lançamento será realizado no dia 08 de dezembro, às 18:30, no Café Santa Crema de Sorocaba, localizado na Rua João Wagner Wey 831 (Jardim Eltonville), e conta com o apoio do Santa Crema Café, Gabinete de Leitura de Sorocaba, Academia Sorocabana de Letras e o Programa Minuto de Reflexão.

O evento é gratuito, e por conta da pandemia da COVID 19 serão seguidos todos os protocolos de segurança, dentre os quais, a utilização de máscara durante todo o evento.

O autor

Jorge Paunovic nasceu no dia 8 de setembro de 1949, em São Paulo (SP), onde seus pais, Dusan e Nevenka, refugiados de guerra, fixaram residência, e onde estudou e colou grau de bacharel em Direito pela Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo (SP).

Profissionalmente, iniciou como bancário; posteriormente, no funcionalismo público foi escrivão de polícia e, após aprovação em concurso público, assumiu o cargo de Delegado de Polícia, exercendo-o em algumas delegacias de São Paulo e na Corregedoria da Polícia Civil.

Em 1995, transferiu-se para Itapetininga (SP), onde se aposentou e advogou durante alguns anos, tendo sido presidente da Comissão OAB Vai à Escola e da Comissão de Direitos Humanos.

Efetuou diversos trabalhos voltados à criança. Em 20 de setembro de 2018, a Câmara Municipal de Itapetininga lhe conferiu, por unanimidade, o título de Cidadão Itapetiningano, por relevantes serviços prestados.

É o atual presidente da Academia Itapetiningana de Letras – AIL e do Centro Cultural Brasil- Estados Unidos – CCBEU.

 

 

 

 

 

Tags: