Escritora Gabriela Lopes dos Santos tem obra aprovada pela Secretaria de Cultura de Minas Gerais

30/01/2021 21:16

“Em épocas difíceis em todo o mundo, adentrar na literatura será um dos antídotos para as incertezas dos corações…”

Versos, dores e cores: a letra de cada dia é o mais novo livro da escritora Gabriela Lopes dos Santos, natural de Teófilo Otoni, e que foi aprovado pela Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais, por intermédio do edital de seleção de propostas literárias promovido pela Lei Aldir Blanc.

O livro sairá em formato físico n0 primeiro semestre do ano de 2021.

O Conteúdo do novo livro, segundo a autora,  “nasceu em meio à pandemia, cada verso e experiência humana”. Para ela,  “ainda é possível jogar luz em caminhos escuros, entendendo as artes poéticas como uma contribuição nessa iluminação, e almejando preencher corações. Em épocas difíceis em todo o mundo, adentrar na literatura será um dos antídotos para as incertezas dos corações, assim, esse livro tem como objetivo provocar os leitores a refletirem sobre as subjetividades humanas e tocar as riquezas que podem emanar dela”.

Gabriela ainda destaca que a obra “tem como objetivo contribuir com o meio literário, valorizar versos de escritores iniciantes do Estado de Minas Gerais e, porque não, a literatura feminina, onde, em uma sociedade que se busca igualdade, oportunizar espaços a novos criadores de conteúdo é, sem dúvida, permitir avanços”.

E, finalizando seu conteúdo, aponta que “esse livro possui relevância no garimpo dos versos que vão ao encontro das entregas humanas. Cada poesia nasceu no ano 2020, período em que muitos lares do Brasil e do mundo foram tomados por tristezas e dúvidas; com isso, os versos surgiram como forma de dar pulsão de vida à autora  e àqueles a quem as estrofes são dirigidas”.

 

 

 

 

 

Tags: