Eliana Hoenhe Pereira: ‘Doeu’

07/05/2022 23:30

Eliana Hoenhe Pereira

Doeu

Doeu,

Quando o meu mundo interior

perdeu a cor

E o meu medo foi o sentimento

maior que o enfrentamento.

Doeu,

A minha voz foi trancada

e a alma abandonada;

A aflição era a sensação

não se via razão.

Doeu,

Quando não lia no meu olhar

o desejo de viver e sonhar.

Deixei de te querer

e passei a me entender.

Vividas impossibilidades

em um mar de oportunidades.

 

Eliana Hoenhe Pereira

eliana.hoenhe1@hotmail.com

 

Tags: