Célio Pezza: ‘Síndrome do amanhã’

21/07/2021 18:30

Célio Pezza

Síndrome do amanhã

O grande problema dessa síndrome é que ela atrapalha o nosso viver bem. Especialmente nessa época, em que todos sentem o tempo passar mais rápido a cada dia, deixar as coisas e principalmente os problemas para resolver amanhã, nos traz ansiedade e deixamos de viver bem. Repare que quando você vai sair de férias, você corre para não deixar nada pendente, ou seja, para amanhã. Assim é como deveríamos agir todos os dias. Não deixar nada para amanhã. Se deixarmos, as coisas vão se acumulando e chega uma hora em que você não consegue nem mais dormir direito, de tantas coisas que você tem para fazer amanhã. Essa síndrome não nos deixa viver bem e nos impede de ser felizes. Temos tanta coisa para fazer, que não nos sobra tempo para olharmos para nós mesmos, ou melhor, para dentro de nós e, se não olharmos para dentro, não conseguiremos despertar desse nosso torpor diário. Não temos tempo para perguntar para nós mesmos quem somos, onde estamos, para que estamos aqui e assim por diante. Essas perguntas, mesmo que não tenham, nesse momento, uma resposta, nos levam a questionar verdadeiros valores de nossa vida e a deixarmos de lado, coisas de pouco interesse real. Vai nos levar a refletir e a questionar valores que muitas vezes nos foram impostos e que na verdade nada valem. Precisamos aprender a aproveitar o nosso tempo agora, precisamos desfrutar de pequenos momentos agora e não deixarmos para amanhã. Imagine por um instante que pode não ter o amanhã. Imagine que você vai dormir e não acorde mais. Será que você aproveitou todos os bons momentos hoje, ou deixou para amanhã? Seus problemas, tudo bem, alguém irá resolver, mas seus momentos íntimos, estes, não existe quem possa resolver por você. Se você começar a pensar nisso, a evitar deixar coisas para amanhã, começar a conversar com você mesmo, você vai aumentar a sua percepção e se sentir mais leve, como você era quando criança e não tinha tantas coisas para pensar em fazer no amanhã. Você vai começar a viver melhor, vai se sentir mais feliz, vai perceber que sua luz interior começa a iluminar todos ao seu redor. Esse é o grande segredo das escolas esotéricas: saber olhar para dentro e buscar as respostas em você mesmo. Grandes verdades são simples, mas o ser humano tem uma tendência enorme de ignorar o simples e óbvio. O exterior é somente o reflexo do interior, portanto buscar dentro de si é onde encontrará as respostas verdadeiras. Não deixe nada importante para amanhã. E se não for importante, risque das suas atividades e vá fazer outra coisa. É simples.

 

Célio Pezza

celiopezza@yahoo.com.br

 

Tags: