Teatro em Itapetininga: dias 24 e 25 de março acontece a encenação da Paixão de Cristo

16/03/2016 14:21

Peça conta com grande elenco e terá música ao vivo, dança e canto

 

Screenshot_2016-01-13-10-19-31~2A Secretaria de Cultura e Turismo prepara mais uma apresentação da tradicional encenação da Paixão de Cristo. O espetáculo reúne centenas de expectadores todos os anos em Itapetininga desde a década de 70 e é a porta de entrada de muitos jovens atores ao mundo das artes cênicas.

E assim foi com Paulinho Carriel, que este ano dirige a Paixão de Cristo pela primeira vez. “Minha primeira experiência teatral foi como figurante. Tinha catorze anos e fui dirigido pelo Antonio Balint, um dos grandes nomes das artes cênicas de Itapetininga. Ele me ensinou a gostar de teatro e hoje tenho a oportunidade de dirigir o espetáculo.”

A montagem desse ano contará com um elenco de aproximadamente 55 pessoas, com corpo de baile, banda, música e canto ao vivo em quatro palcos. “O objetivo é mostrar que Itapetininga tem grandes atores e condições de apresentar grandes peças”, explica Paulinho, que dizer ser muito minucioso e cuidar pessoalmente de cada detalhedo espetáculo.

Um destaque da Paixão de Cristo é que em todos os anos, o elenco é composto por atores experientes e novatos. Um dos novatos, Lucas Melo, já terá sua estreia como protagonista. “Entrei por curiosidade. Por eu ter barba e cabelo mais longo, já me diziam que eu deveria fazer Jesus e entrei na brincadeira. Já trabalho com teatro de sombras e, apesar da diferença enorme, consegui me adaptar”, explica.

Ele conta que ser um personagem tão emblemático como Jesus é um desafio. “Ele tem um lado mítico muito forte. Tem a vertente espiritual, histórica e é preciso ter muito respeito com aquilo que as pessoas acreditam”.

Carolina Oliveira, que irá contracenar com Lucas, já tem experiência teatral de dez anos, mas também sente um gostinho de novidade. “Eu sempre fui o Anjo e adorava meu papel. Até que o Paulinho me disse que eu seria Maria. Eu fiquei com receio, mas estudei bastante e estou gostando muito”.

Ao contrário do que se pode imaginar, colocar atores com diferentes níveis de experiência funciona muito bem. “Quem já tem experiência, aprende com a naturalidade dos novatos e nós podemos passar o que sabemos para eles”, conta Carolina. Marcos de Oliveira, que faz um dos apóstolos desde 2009 afirma que este ano a nova direção trouxe uma cara nova e que é muito bom ajudar as pessoas que estão começando.

As apresentações são abertas e gratuitas e acontecerão na Praça Duque de Caxias (Praça da Matriz), às 22 horas, nos dias 24 e 25 de março. Informações pelo telefone 3272-3401.

Tags: