Post Tagged with: "Adriana Negrini"

Adriana Negrini: ‘Encontro’

07/08/2018 19:48
Adriana Negrini: ‘Encontro’

“Fogos, magia/ Fim do dia./ Cheiro da noite/ Que se aproxima/ Teus olhos brilham,/ Enigma…”

Adriana Negrini: ‘O jardineiro e a flor’

30/07/2018 21:06
Adriana Negrini: ‘O jardineiro e a flor’

“Certo dia, os seus olhos/ Se depararam…/Trocaram olhares e sorrisos/ De ternura e carinho/ Na verdade de um amor.”

Adriana Negrini: ‘As horas’

17/07/2018 13:41
Adriana Negrini: ‘As horas’

“As horas passam como um vento/ Não param sequer um momento! Por isso, não perca tempo,/ Não deixe de viver e se ‘encontrar’ Não deixe o tempo passar/ Pois, quando você olhar/ Será tarde!”

Adriana Negrini: ‘Gotas de esperança’

10/07/2018 21:46
Adriana Negrini: ‘Gotas de esperança’

“Que o coração se aquiete/ Que o sorriso transborde paz/ Que o abraço cure os medos, e deixe-os/ Para o lado que jaz.”

Adriana Negrini: ‘Florir a vida’

03/07/2018 14:10
Adriana Negrini: ‘Florir a vida’

“Precisamos dar/ Espaço em nossa vida/ Para o sorriso gostoso/ O abraço carinhoso/Para uma bonita amizade/ Para o gesto de bondade…”

Adriana Negrini: ‘Você é assim’

26/06/2018 01:28
Adriana Negrini: ‘Você é assim’

“Você é assim/ Um candelabro/ Que sustenta minha luz,/ Diante da inércia de um amor/ Que me sucumbia,/ Que me tornava apagada,/ Sem razão de ser…”

Adriana Negrini: ‘Vontades’

18/06/2018 19:50
Adriana Negrini: ‘Vontades’

“Guardarei em mim: / A vitória do dia/ O pulsar dos teus olhos/ O sorriso confiante.”

Adriana Negrini: ‘Vitória’

11/06/2018 09:10
Adriana Negrini: ‘Vitória’

Adriana Negrini: ‘Vitória’

Adriana Negrini: ‘Sonhar’

05/06/2018 12:00
Adriana Negrini: ‘Sonhar’

“E devanear…/ No meio do azul das árvores/ No rosa dos galhos/ No vermelho do orvalho/ No verde das nuvens/ No branco do sol No marrom das flores/ No azul do anzol…”

Adriana Negrini: ‘Modificação’

14/05/2018 20:10
Adriana Negrini: ‘Modificação’

“Pedi muito/ Para sempre continuar…/ Que as pedras do caminho/ Não me fizessem parar;/ E que as minhas forças/ Fossem iguais a de um vulcão,/ E que viessem a transbordar!”