Sônyah Moreira: ‘O futuro chegou!’

16/05/2018 10:59

“Num determinado momento da celebração, olhei para o pedestal onde foi colocada uma imagem belíssima de Maria, denominada Nossa Senhora de Fátima, no alto de sua majestosa imagem, um drone teleguiado filmava a manifestação religiosa.”

 

A Madona com São Giovannino

Um dia desses, estava em uma manifestação de determinada religião da qual faço parte, e quero deixar aqui meu sincero apreço para com todas as denominações religiosas, pois a melhor delas é a  que nos encontramos como seres vivos e divinos, e todas, sem exceção, levam a um único caminho, qual seja, Deus, Paraíso, Divino, qualquer nome serve, desde que esteja dentro  de sua centelha divina o seu coração.

Voltemos ao meu relato. Sou  uma pesquisadora e questionadora, passo horas lendo sobre determinado assunto até exauri-lo.

Num determinado momento da celebração, olhei para o pedestal onde foi colocada uma imagem belíssima de Maria, denominada Nossa Senhora de Fátima, e no alto de sua majestosa imagem, um drone teleguiado filmava a manifestação religiosa.

Gente! Um drone! E  teleguiado! Quando, em sã consciência, anos atrás imaginaríamos ter essa visão? Voltei  a minha infância, quando eu assistia aos filmes de ficção científica e sonhava chegar aos anos 2000, andando, ou melhor, voando pelo espaço.

Eu  estou sempre à procura de explicações e  teorias;  é normal eu ouvir, que  vivo  sonhando  acordada, a bem da verdade, no mundo da Lua!

Ao olhar para o drone acima da imagem da santa,  me veio à mente uma cena retratada em uma pintura secular, uma bela obra de arte,  de  meados de 1400: a Madonna com São Giovannino. Há divergências sobre a  autoria do quadro,  alguns  creditam a Domenico Ghirlandaio, embora outros pesquisadores a tenham atribuído a Jacopo Del Sellaio ou Sebastiano Mainardi, todavia, deixemos esta discussão aos senhores especialistas em arte.

O fato é que o futuro chegou! O artista, ao pintar a obra com esta imagem de um objeto parecido com um drone, ou mesmo uma espaçonave, em 1400, é algo espantoso, uma vez que, naquela época, ninguém imaginava, ou tinha parâmetros para desenhar algo assim. Caríssimos! Eu não sou especialista em ufologia, História da Arte; longe de mim querer provar minhas maluquices,  apenas, imagino que, talvez, quem sabe, artistas possam  ser condutores de profecias. As imagens são tão semelhantes! Ou seria apenas uma coincidência? Um borrão de tinta, talvez?

Eu gosto de  pesquisar, nem que seja apenas por puro  passatempo, ou,  digamos,  sonhar com tecnologias que surgem a todo o momento para aprimorar a vida dos seres humanos no planeta Terra. Loucura, quem sabe?

Lembre-se: sonhar, viajar nos pensamentos, acreditar que  podemos evoluir,  não é taxado por impostos, é de graça!  Então, sonhe! Por que não?  Eu já estou testemunhando  alguns sonhos da minha infância!

Imagine o que poderemos ainda vivenciar! São  tantas invenções magníficas, e toda novidade sempre surgem  na cabeça de pessoas consideradas loucas, sonhadoras, pessoas com visão além do alcance, à frente de seu tempo!

O futuro chegou! E, com ele, os sonhos de outrora!

 

Sônyah Moreira –  sonyah.moreira@gmail.com

 

 

Tags: