Sônyah Moreira: ‘Genocídio virtual’

03/04/2020 17:18

Sônyah Moreira

Genocídio virtual

“No Inferno os lugares mais quentes são reservados àqueles que escolheram a neutralidade

em tempos de  crise.” Dante Alighieri (1265-1321)

 

 

Em tempos tão tumultuados como este em que o mundo todo tornou-se apenas um único globo, infelizmente nos deparamos com situações absurdas.

Hoje o que mais importa é a solidariedade e, mesmo assim, ainda ouvimos, no meio dessa tempestade, comentários absurdos. E eu, por não conseguir ficar alheia a isso, tive que responder. Com elegância, é claro!

Por me interessar muito por História, sempre faço uma analogia com o momento atual e coisas do passado.

Estava eu comprando um pão fresquinho e crocante pra tomar um cafezinho quentinho e delicioso e eis que encontro um conhecido!

Fizemos os cumprimentos formais, como manda a boa educação. Ele, do alto de sua costumeira revolta, pois se trata de um ser normalmente negativo, solta um comentário absurdo: “Temos que expulsar todos esses chineses de nosso país!”

O comentário me paralisou num primeiro instante, todavia, como meus reflexos são acelerados, me recompus rapidamente para responder apenas isso: Somos todos habitantes de um mesmo planeta, ou seja, terráqueos!

Caríssimos! Aonde quero chegar?

Vamos voltar às consequências da Segunda Grande Guerra, que culminou no maior genocídio do século XX, do qual não podemos nos esquecer: o Holocausto!

Na época, tudo se formou com propagandas político-partidárias, culpando os judeus pelo caos econômico que a Alemanha e grande parte da Europa enfrentavam.  Liderem acéfalos, sempre à procura de culpados para suas mazelas, decorrente da incompetência. Como a maioria dos políticos mundiais. E isso deve ser genético, pois sofre da ‘síndrome de perseguição’, o mundo contra mim! Socorro Freud!

A preocupação com tudo isso é que, naquele tempo, não existiam as redes sociais, ou seja, a informação demorava mais a chegar e a se propagar. E hoje que, a um simples toque em um dispositivo eletrônico, podem ser disparadas informações a milhares e milhares de quilômetros em um minuto apenas! Perceberam o estrago que um simples comentário desses pode ocasionar? Um genocídio virtual! Um levante, feito virtualmente contra uma nação inteira, nação esta que está no mesmo planeta, no mesmo barco, ou seja, terráqueos! Habitantes de um mesmo  corpo celeste da imensidão do universo.

Não sabemos de onde vêm essas pestes que, de tempos em tempos, aparecem no planeta. Podemos voltar para o ano 1346, com a peste bubônica, de onde veio? Matou 200 milhões de pessoas! De onde surgiu? Fica a pergunta!

Este tempo deixa claro que somos uma só família, somos uma só espécie, sem diferenças de raças. Temos que ficar unidos, numa só corrente, sem discriminação, sem julgamentos. O planeta há décadas pede por socorro.  Os seres humanos há milênios empreenderam uma caminhada rumo à devassidão, rumo à segunda morte, a morte espiritual, a queda definitiva do Éden!

Como não poderia ser diferente, a fatura chegou! E terá que ser paga, de uma maneira ou de outra, com juros e correção!

A conta é de todos! Vamos assumir cada um o seu quinhão, e unidos poderemos, com certeza, avançar milhares de quilômetros rumo à evolução, da qual toda espécie está destinada.

É isso, ou poderemos ver a realidade do Inferno de Dante, descrito na Divina Comédia, em que todos, sem exceção, precisam pagar uma moeda a Caronte, o barqueiro responsável por atravessar as almas no rio Aqueronte!

 

Sônyah Moreira – sonyah.moreira@gmail.com

 

 

 

 

 

 

 

 

Tags: