Sônyah Moreira: ‘Explique-me esse sorriso?’

28/08/2017 20:12

Sônyah Moreira:

‘EXPLIQUE-ME ESSE SORRISO?’

 

Explique-me esse sorriso?

Sim! Isso mesmo?Qual o motivo para esse sorriso?

Alguns poderão responder prontamente, outros dirão que não estão sorrindo, alguns,   que não tem motivos para sorrir.

Porém, refaço a pergunta! Explique-me esse sorriso?

Essa pergunta é para as pessoas que riem sem motivo aparente!

Você, caro leitor, já deve ter passado em algum lugar, com habitações simples, casebres mesmo, sem o mínimo necessário para viver dignamente, lembram-se disso?

E ao passar por esses lugarejos, considerados insalubres, pelo seu ponto de vista, e  viu crianças brincando e se divertindo, pessoas com sorrisos desdentados, e se perguntou, estão rindo do que?

Esta é a pergunta chave de nossa crônica! Rindo do que?

Ao caminhar pela cidade encontramos desconhecidos desprovidos de qualquer conforto, porém, rindo, às vezes até gargalhando, não é mesmo?

Caro leitor, explique-me esse sorriso?Quantas vezes você com todo o conforto que possui, sorriu com tanta leveza?

Nesta altura, já deves estar pensando onde quero chegar com essa pieguice?Simples!  Lugar nenhum! Simplesmente divagar em nossas lamurias desnecessárias.

Sim! E como são desnecessárias. Não há  motivos para lamentar, mas, lamentamos! Se hoje,  você possui algo para colocar na panela e cozinhar, uma cama limpa e aconchegante para dormir, alguém para amar, saúde de sobra, o que te impede de sorrir?

Quantas pessoas com suas contas correntes polpudas trocariam tudo por  um único minuto de paz? Um minuto apenas de felicidade plena e descompromissada?

Quantos ao acordar pela manhã, não percebem a graça do simples acordar?Simplesmente estar vivo por mais um dia!

Explique-me esse sorriso? Quer saber?Não há explicação lógica para sorrir!

Não é o quanto temos de dinheiro que nos fará sorrir, a felicidade é feita de pedaçinhos dos momentos vividos ao longo da vida.

De repente, ao olhar através do vidro do carro, e ver  a alegria de pessoas simples, te faça pensar que a vida pode nos levar a querer demais, a exigir demais, a sermos  insatisfeitos demais.

Lamentamos tanto, agradecemos pouco, vivemos a maior parte de nossos dias pensando em como será no futuro, e esquecemos-nos de viver o presente, de sorrir sem motivo, apenas por estar vivo.

Nada no mundo nos fará retroceder no tempo e recuperá-lo. O sorriso perdido está irremediavelmente perdido,  assim como um avião, que decolou com assentos vazios, não há recuperação para isso, esqueça, já era!

Caro leitor, ande pelas ruas de sua cidade, e comece a perceber os sorrisos sem motivos, e olhe para dentro de si mesmo, e descubra o quão ingrato você tem sido com sua vida, e com tudo que você possui.

A felicidade não é medida em ouro, a tal felicidade mora ao lado, ou melhor, dentro de cada um de nós, é sua companheira inseparável, desde que, você a chame para compartilhar cada momento pequeno ou grandioso de sua vida.

Não espere conquistar o saldo bancário desejado para sorrir, talvez não haja mais tempo, talvez, você tenha gasto todo tempo correndo para acumular suas riquezas materiais, e esqueceu-se de cultivar o melhor de si mesmo, a felicidade de viver!

Explique-me esse sorriso?

 

Sônyah Moreira  sonyah.moreira@gmail.com

Tags: