Sandra Albuquerque: ‘Extraterrestre’

10/09/2021 07:34

Sandra Albuquerque

Extraterrestre

Poema em homenagem ao jornalista, escritor e um dos editores do Jornal Cultural Rol, Sergio Diniz, que acredita que somos seres de outros planetas

É bem desse modo
Que eu espero você
A cada manhã
E anoitecer
Em dias nublados
Ensolarados também
Fico à espera
E você não vem.
Vejo a dança das folhas
Embaladas pelo vento
Ouço o canto das cigarras
E dos uirapurus .
A natureza ressoa
Inigualáveis notas musicais
Em diversos tons .
A perfeita melodia
Que meus ouvidos alcança
E o meu ser toca.
A noite enluarada
Que bela constelação!
Fico imaginando
Em qual delas você está.
E Você chegando
Luzes diversas
Mistérios profundos
Mito ou verdade?
Não sei!
Me chamam um tanto estranho
Um mero sonhador
À espera de um ser
Enigmático
De um outro mundo.
Sua forma não sei
Me contento com as lendas
E até das questões
Que relatam você .
Um dia no monte
Recanto deserto
Avistei algo estranho
Piscando bem perto.
Mas logo se foi
De um modo inteligente
De um impressionismo
Um jeito eloquente.
Todos o chamam
De extraterrestre.
Para mim,
Venha de onde for
Eu espero por você.

 

(Autora: Poetisa Sandra Albuquerque)
Rio de Janeiro, 10 de setembro de 2021

Tags: