Sandra Albuquerque: ‘Está em cima do muro’

17/12/2021 22:50

Sandra Albuquerque

Está em cima do muro

Estar em cima do muro é você se aniquilar e se tornar tal como a água de um lago que parece estar parado e, no entanto, há vida dentro dele.
É como um pássaro sem asas.
Um mar sem ondas.
Um tiro no espaço.
Um corpo sem abraço.
Ou um afago sem mãos.
Um delírio sem febre.
Um bailar de folhas de árvores sem vento.
Um céu sem firmamento.


Um infinito não visível aos olhos.
Uma esperança sem vida .
Um desespero sem pranto.
Um amor sem encanto .
Uma gravidez sem feto.
Uma dor sem perda.
É você querer algo que tanto deseja , porém não admite.
É você passar pela vida flutuando, com medo de exteriorizar seu ego.
É deixar se levar pelas circunstâncias.
É dizer não quando se quer de verdade.

Um sonho sem inspiração.
E a dúvida da Existência.
É emudecer o grito ofegante que rasga em suas entranhas, dizendo vai, mas você se omite.
É ignorar o amor quando não se deve.
É lutar contra si mesmo em seus desejos, vontades e devaneios.
É ensurdecedor como o uivo do lobo.
É ficar cego para o tempo que é cheio de momentos mágicos que jamais se repetem ao natural.
É não ser você e ,sim, ser apenas , aquilo que as outras pessoas querem que você seja.
Por favor, não saia pela tangente.

 

(Comendadora Poetisa Sandra Albuquerque)
Rio de Janeiro,31/05/2018 – 9:30 Am.
Todos os Direitos Reservados por lei (9.610/98)

 

 

 

 

 

 

Tags: