Rogério Sardela comenta sobre rádio e TV

13/03/2018 17:10

Rogério Sardella

Tônia Carrero

Uma das mais queridas e talentosas atrizes brasileiras sai de cena para eternizar suas obras na TV, cinema e teatro, além, é claro, na memória do público, que fica órfão de mais um grande nome da nossa Cultura.

Tônia Carrero faleceu no último dia 03, aos 95 anos, de parada cardíaca durante cirurgia simples para tratar uma úlcera no sacro.

Em 2015 falsas notícias circularam na Internet sobre a morte da atriz, sendo desmentidas por seus familiares.

Nascida em 23 de agosto de 1922, no Rio de Janeiro, Maria Antonieta de Farias Portocarrero adotou o nome artístico Tônia Carrero.

Brilhou em 54 peças, 19 filmes e 15 novelas. Na telinha seus papéis mais marcantes foram a sofisticada Stella Fraga Simpson (Água Viva/1980), a Mouriel de Louco Amor (ambas de Gilberto Braga) e Rebeca (Sassaricando/1987), de Silvio de Abreu, contracenando com Paulo Autran, seu amigo de início de carreira.

A última novela da atriz foi uma participação especial em Senhora do Destino, de Aguinaldo Silva, em 2004. Já no cinema encerrou no longa Chega de Saudade (2008), ano em que fora homenageada no Prêmio Shell por sua atuação na peça Um Barco para o Sonho, produzida por Cecil Thiré, seu único filho.

Curiosidade: a imagem do rosto de Tônia serviu de inspiração para a efígie da República nas moedas do Cruzeiro.

 

Silvio Santos deixa o Brasil

O apresentador Silvio Santos, de 87 anos, foi visto deixando o Brasil no último dia 10, ao lado da esposa, Iris Abravanel.

Acredita-se que o dono do SBT tenha viajado para curtir suas merecidas férias nos EUA, provavelmente em Orlando, como costuma fazer anualmente.

Talvez por estar sem maquiagem na ocasião, Silvio Santos passou a impressão de estar abatido.

 

Brega & Chique de volta no Viva

Uma das novelas de maior sucesso da década de 1980 e entre as mais pedidas para ser reprisada, Brega & Chique, volta ao ar em agosto, pelo canal pago Viva.

Escrita por Cassiano Gabus Mendes, a trama retorna após 31 anos de sua exibição original, trazendo nos papéis principais a saudosa Marília Pêra e Glória Menezes, abordando a ascensão de Rosemere (Glória) e Rafaela Alvaray (Marília).

A abertura, Pelado, do Ultrage a Rigor, emplacou nas paradas de sucesso, ao mesmo tempo em que a Censura Federal, que ainda existia em 1987, determinou que as nádegas do ex-modelo e ator Vinícius Manne fosse coberta por uma folha de parreira.

Reveja a abertura de Brega & Chique:

https://www.youtube.com/watch?v=9g2IVU-R6X0

 

Zé Ramalho na Festa da Uva

Um dos maiores nomes da música brasileira, o paraibaino Zé Ramalho, foi a principal atração da tradicional Festa da Uva Itália, do vizinho município de São Miguel Arcanjo, no último dia 02.

Com 40 anos da carreira, o artista tem entre seus principais sucessos as músicas Cidadão, Admirável Gado Novo, Mistérios da Meia Noite, Entre a Serpente e a Estrela, Sinônimos, entre outros.

 

Zezinho Trindade

O itapetiningano José Trindade Xavier, o Zezinho Trindade, será homenageado na Câmara local no próximo dia 26, às 20h00, pelos seus 50 anos de profissão na arte de fotografar.

Vale lembrar que além de fotógrafo, Zezinho foi colunista social de diversos jornais, conquistou vários títulos no Prêmio Jacob Bazarian de Imprensa e editou as revistas Neon, Visual e Visual News, além de outros trabalhos.

 

Restauração de estátua de Teddy Vieira é autorizada

Após vários atos de vandalismo, a estátua do violeiro e compositor Teddy Vieira, há tempos teve de ser retirada da praça Marechal Dedoro (Largo dos Amores), em Itapetininga.

A novidade é a que a Prefeitura autorizou a restauração deste importante monumento, no valor de R$6.000 (Seis Mil Reais).

Teddy Vieira é responsável por vários clássicos de música raiz, como O Menino da Porteira, Preto de Alma Branca, João-de-Barro, Boiadeiro Errante, Falso Juramento, entre muitos outros.

 

 

Tags: