Rejane Nascimento: ‘A cuia do vovô’

12/01/2022 21:59

Rejane Nascimento

A cuia do vovô

A pinga era escondida

Para ser oferecida;

Amigos e parentes

Ganhavam este presente,

Ofertado com amor,

Na cuia do vovô.

 

Era só uma bicada na cuia

E o sujeito queria ficar;

Sentia um ardente sabor

Misturado com amor;

Havia “causos” para contar

E risadas para soltar.

 

Dona Encrenca ficava em alerta;

Vovô sabia que era esperta

E não permitia a descoberta;

Curtia seu momento bem atento.

A cada dose, uma aula de vida,

Era sempre concebida.

Sim;  um vovô treteiro,

Mas com um ensinamento certeiro.

Homenagem ao vovô Niquinha (in memoriam)

 

Rejane Nascimento

rejane.d@hotmail.com

 

Tags: