Professor Carlos Cavalheiro, de Porto Feliz, premiado em Concurso Literário

03/08/2020 19:16

 

Não é a primeira vez que o escritor, historiador e poeta Carlos Carvalho Cavalheiro vence um concurso de microcontos. Em 2019 obteve o 2º Lugar no afamado concurso de microcontos de humor do Salão de Humor de Piracicaba

A Academia de Letras, Artes e Ciências do Centro-Sul do Paraná (ALACS), em homenagem ao poeta Foed Castro Chamma (1927 – 2010), nascido em Irati (PR), promoveu o III CONCURSO LITERÁRIO FOED CASTRO CHAMMA – POETA DE IRATI / PR, cujo resultado foi divulgado na última quinta-feira, dia 30 de julho.

            Foram inscritos no Concurso 982 trabalhos literários divididos nas modalidades haicai, trova, soneto, poemas, crônicas, contos e microcontos. Desses números, foram classificados 143 trabalhos. A cerimônia de entrega de certificados seria realizada no dia 15 de agosto, mas por conta da covid-19, eles serão enviados por e-mail aos escritores classificados, de acordo com Luiza Fillus, coordenadora do concurso.

Carlos Cavalheiro

O Presidente da Academia de Letras, Artes e Ciências do Centro-Sul do Paraná (ALACS), acadêmico Herculano Batista Neto, enfatizou o caráter de homenagem e de incentivo à criação literária do certame: “A III edição do Concurso Literário FOED CASTRO CHAMMA 2020 ratifica a luz de reconhecimento que alcançaram as edições anteriores, quando o nome do nosso poeta, tão respeitado, motivou e mobilizou tantos participantes. Aquele que muito cantou nossa terra, a sua querida Irati, por certo diria que fez muitos amigos e que todos estavam convidados a vir a Irati. Nestes tempos de pandemia, agradecemos todos que saudaram nosso poeta maior, importando-se em homenageá-lo participando desta edição”.

            Dentre os mais de cem classificados nas diferentes modalidades, o professor Carlos Carvalho Cavalheiro, que reside em Sorocaba e leciona a disciplina de História na rede pública municipal de Porto Feliz, alcançou o primeiro lugar em microconto e, ainda, uma menção honrosa na mesma modalidade. Foram 134 microcontos inscritos e apenas 18 selecionados. A Comissão avaliadora dos microcontos foi composta por Raquel T. Rodrigues, Regina Chicoski, Orlando Luiz de Araújo e Francisco Lopes.

            Não é a primeira vez que o escritor, historiador e poeta Carlos Carvalho Cavalheiro vence um concurso de microcontos. Em 2019 obteve o 2º Lugar no afamado concurso de microcontos de humor do Salão de Humor de Piracicaba.

            Este ano, o autor também foi premiado no Concurso Literário Virtual Relâmpago 2020 da União Brasileira dos Escritores, seção Rio de Janeiro (UBE/RJ), obtendo o 3º Lugar nas modalidades Hai-cai e Trova; Concurso Literário Virtual Relâmpago AJEB-RJ 2020 (3º Lugar,  Hai-cai) e Concurso Literário Virtual Relâmpago, organizado pela Federação das Academias de Letras e Artes do Rio de Janeiro, FALARJ (2º Lugar, modalidade Aldravia).

            O tema proposto para os microcontos foi “Aurora”. Eis o microconto vencedor do 1º Lugar:

                                                                                  AURORA

 O pálido feixe de luz dourada contornava as costas da serra no horizonte. A observar o espetáculo do nascimento do dia, Antônio deixara-se ficar sentado no meio fio da calçada. A experiência da noite mal dormida, em meio a tanta turbulência, deixara-o exausto. Mas a natureza ensinava-lhe que a cada fim de madrugada fria e escura, brota tímida, mas impassível, a aurora de novo dia.

            O microconto do professor Carlos Carvalho Cavalheiro que recebeu Menção Honrosa foi o seguinte:

NASCIMENTO

 Andava pelo longo corredor, iluminado por uma fila de luminárias no teto. Caminhava por cerca de vinte passos, então, retornava ao ponto inicial. O médico o encontrou no caminho: – Parabéns! É uma menina forte e saudável. Sua esposa passa bem. Já escolheu o nome? Lá fora o lusco-fusco indicava como placa néon: Aurora!

O microconto é uma modalidade escrita que procura sintetizar uma narração em poucas palavras. Em geral, contabiliza-se por um número restrito de caracteres (a partir de 140), mas pode ter outros parâmetros como maior número de caracteres, número de palavras ou mesmo de linhas escritas. No caso do III Concurso Literário Foed Castro Chamma (2020), o regulamento pedia o número máximo de 5 linhas. O microconto também é chamado de nanoconto ou miniconto.

Além do professor Carlos Cavalheiro, foram classificados os escritores da região Alex Alexandre da Rosa – Jundiaí / SP (Microconto), Geraldo Trombin – Americana / SP (Poema Livre adulto) e Marcelo Augusto Paiva – Votorantim / SP (Crônica).

Carlos Carvalho Cavalheiro é escritor, poeta, historiador, documentarista e pesquisador de cultura popular. Colaborador dos jornais Tribuna das Monções e ROL (Região On Line), é ainda Mestre em Educação pela UFSCar, campus Sorocaba e acadêmico correspondente da FEBACLA (Federação Brasileira dos Acadêmicos de Ciências, Letras e Artes) e sócio efetivo da Academia Independente de Letras (Ordem Scriptorium).

 

Tags: