Pietro Costa: ‘Amado Torrão’

26/08/2021 05:22

Pietro Costa

Amado torrão

O sol esbugalha o solitário olhar

Que, descerrado, oferece lágrimas

Absorto entre golpes de enxada

 

No rito da fé, para a seca enfrentar,

Até a chuva vir, de véu e grinalda,

Orvalhando de paixão a alvorada

 

Ó Sertão querido, ó torrão amado,

Resiliência e valentia, o seu fado

 

Ó Sertão querido, ó torrão amado,

O cordel faz perdurar o seu legado

 

Cenário de imagens, cores, narrativas

É dentro da gente que o sertão radica

Nesta terra rubra, denominada poesia

 

Pietro Costa

 

Tags: