Paulo Siuves: ‘Perversa solidão’

27/11/2021 22:10

Paulo Siuves

Perversa solidão

A música entra bailando nos meus ouvidos

trazendo uma tempestade de lembranças

 

Lembranças de quantas vezes a segurei em

meus braços,  querendo dançar aquela canção

 

Tantos momentos cantarolamos enamorados

envolvidos por bons vinhos e beijos vorazes…

 

Quantas noites adormecemos abraçados,

cansados e saciados, ao som daquela melodia…

 

Foi-se o tempo, passou o ardor daquela paixão;

incontrolável ficou, na letra dessa música, a

certeza desse amor.

 

A música que foi testemunha  de  tantas noites

ímpares, hoje companheira desta saudade cruel,

minha perversa solidão.

 

Paulo Siuves

paulosiuves@yahoo.com.br

 

Tags: