Paulo Siuves: ‘O canto de tua frieza’

09/10/2021 17:22

Paulo Siuves

O canto de tua frieza

Hoje o meu canto é triste

Minha voz está mais fraca

Hoje o meu canto não é nobre,

Nele, está o meu desabafo

Hoje lembrei do dia de solidão

Onde a minha vida inteira passou

A minha memória pulsou no meu coração.

Lembrei que minha canção

Falava sobre nós dois,

E compunha versos tristes

Do antes e do agora… E depois?

Meu canto se tornou em desencanto,

Se tornou choro, se tornou pranto

Pois, a letra da canção lembrava

Meu dia triste, meu dia de solidão.

Hoje canto sem querer cantar,

Vivo, não por querer viver

Pois, a frieza que outrora foi fogo,

Agora se tornou a letra da minha canção.

 

Paulo Siuves

paulosiuves@yahoo.com.br

 

 

 

 

 

Tags: