O leitor participa: Leontino Correa, ‘O Poeta das Ruas’, com o poema ‘Porto Feliz’

01/08/2018 19:30

Nasci em Porto Feliz/ Em regiões canavieiras/ Capinei e cortei cana/ Para a usina açucareira/ Orgulho-me de dizer/ Nasci na vida roceira.”

 

R. Cardoso Pimentel (antigo Caminho Fundo) em 1936

Porto Feliz

Nasci em Porto Feliz

Em regiões canavieiras

Capinei e cortei cana

Para a usina açucareira

Orgulho-me de dizer

Nasci na vida roceira.

A escola era à noite

O dia era no batente

O dia em que me formei

Desfazia de contente

Obrigado professora

Este é o meu maior presente!

Fui-me embora pra São Paulo

Transformei corretamente

Trabalhei de office-boy

Um trabalho até decente

Com esforço de vontade

Eu passei a ser gerente.

Com saudades dos amigos

Vim visitar novamente

A fazenda onde eu vivia

Vi  tudo diferente

A casa está vazia

Não vi mais a minha gente.

A mesma casa em que morei

Canavieiro verdejante

As árvores estão monstruosas

Floridas e lindas como antes

O pôr do sol avermelhado

Foi sumindo no horizonte.

Sentei na velha muralha

Chorei por ter emoção

Vi a lua prateada

Cobrir de novo o meu rincão

As estrelas no infinito

No meu peito uma paixão.

Tags: