O leitor participa: Cassiano Ricardo Miranda, com o poema ‘Desabafo poético’

01/12/2018 21:11

Posso ser considerado bruto, como também delicado./ Amo competir em braço de ferro, vencer,/ Mas amo ainda mais escrever e compartilhar Poesias…”

DESABAFO POÉTICO

Posso ser considerado bruto, como também delicado.

Amo competir em braço de ferro, vencer,

Mas amo ainda mais escrever e compartilhar Poesias…

Sou de carne, osso e sangue,

Sou forte, ao mesmo tempo sou fraco.

No braço de ferro eu venço algumas pessoas

O que, na verdade, tento resolver dentro de mim mesmo…

E a minha destra vencedora do braço de ferro

De repente se derrete empunhando uma caneta

A escrever e desabafar tudo o que minha alma poeta

Tem a dizer. E assim escrevo, com a leveza do cansaço,

Com a dureza da vida prática, mas com a inspiração

Que sempre brota da minha alma e me acompanha!!!

Força, firmeza e delicadeza sempre fazem parte de mim.

Só não sei se a linda e majestosa Matemática me permite

Ser um pouquinho mais exato em meus sentimentos e escritas…

Todavia, resolvo pegar carona ali na esquina dos 2+2=4…

Para poder viajar de novo nas palavras, no espaço e no tempo,

Inclusive nos oceanos das estrofes incertas e da Poesia,

Que debruçam suas ondas em minha mais humilde praia…

Cassiano Ricardo Miranda

Tags: