No Quadro de Colunistas e Correspondentes do ROL, a sensibilidade da poetisa Sandra Albuquerque!

13/06/2020 09:17

Sandra Albuquerque

Poesias, pensamentos, reflexões, crônicas, monólogos e peças teatrais: a multi artista Sandra Albuquerque é a mais nova colunista do ROL!

Sandra Regina de Almeida Gomes Cavalcante de Albuquerque, mais conhecida como Sandra Albuquerque, é natural de Duque de Caxias (RJ).

Atualmente aposentada, foi funcionária das Secretarias Municipal e Estadual de Educação e Cultura, ambas do Município de Saquarema (RJ).

A poesia entrou na vida de Sandra aos 6 anos de idade, por meio de declamações. E aos 15 anos, começou a escrever seus próprios poemas.

Além da poesia, Sandra também incursionou pelos caminhos dos pensamentos, reflexões, crônicas, monólogos e peças teatrais, canalizando seu talento em forma de ajuda aos adolescentes locais para descobrirem valores, por meio das artes.

Com a facilidade em homenagear pessoas comuns e autoridades cívicas e religiosas, desenvolvia os temas pedidos nas Escolas, Igrejas e Município.

Foi Diretora de Arte e Cultura da Igreja Evangélica Batista durante 2 anos, onde realizou uma exposição sobre Israel, contendo poesias, músicas, documentários, comidas e trajes típicos.

Sandra pertence a vários grupos poéticos, dentre os quais, Grupo Nossa Essência, Versos & Cliques, Confraria das Letras Literatura e Unidos Del Mundo, nos quais participa de Saraus Online.

É membro da FEBACLA – Federação Brasileira dos Acadêmicos das Ciências, Letras e Artes e, em 2019 foi homenageada pela entidade, recebendo a Comanda Ouro de Poesia e três Diplomas de Honra ao Mérito. E em breve receberá, da mesma entidade, as medalhas de Machado de Assis, Olavo Bilac e Mulher Virtuosa.

Também é membro da ACILBRAS – Academia de Artes, Ciências e Letras do Brasil.

Em fevereiro de 2020, participou da Antologia Florbela ll, pela Editora do Carmo, com 9 Poemas e um de capa e, agora, da Antologia Rasgando a Mordaça, por intermédio da escritora Regina Cacequinho e da Revista Itáliamiga.

Considerando que sensibilidade é o que não falta em Sandra, ela pretende realizar seu segundo sonho: pintura em telas! Para tanto, passou a fazer aulas com o professor e artista plástico Maneco  Araújo. Afinal de contas, para a poetisa “poesia e pintura andam juntas”!

É esta multi artista que, agora, está ingressando no Quadro de Colunistas e Correspondentes do ROL, certamente abrilhantando-o ainda mais!

Abaixo, o texto inaugural da mais nova colaboradora do Jornal Cultural ROL:

Loucuras de Amor

Quero sentir
O doce sabor dos seus beijos
Meu corpo anseia de desejos
E o frescor da sua pele
Junto a minha ficar.
Em nossos corpos calientes
O prazer se faz presente
Somos amantes em pleno luar.
E em uma noite de vento quente
Não sei se em meio aos entrelaces
Se somos dois, ou apenas um
Visto pela sombra da vela
Que na cortina reflete.
Embriagados estamos
Loucuras de amor fazendo
Champanhe,morangos e chocolates
E pétalas de rosas vermelhas
Naquela cama de hotel
E bem no alto da colina
Dentrando a madrugada
Beijos e sussurros já não se ouvem
Pois ao auge chegamos
E ,agora,vamos descansar
Até o novo amanhecer
Quando os tímidos raios solares
Ou,quiçá,as gotas de chuva
Refletirem na muda e testemunha janela…
Nos convidando a um café colonial.
Você e eu
Com semblantes enamorados
Apaixonados , não temos pressa.
Pois o dia é de nós dois.
E ali ficamos um bom tempo
Recordando os nossos momentos
Da noite de amor vivida.
Seus dedos finos e longos
Meus cabelos entrelaçam
Enquanto eu toco o seu rosto.
E num abraço envolvente
E um beijo indecente.
É um sinal que não acabou.
E num frenesi de desejos
Recomeçamos da onde paramos.
E se o café esfriar já não importa
Pois o nosso amor nos alimenta
Por horas e horas de prazer.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Tags: