Nicanor Filadelfo Pereira: ‘Valorize seu texto – saiba como: mas e mais’

09/08/2017 17:18

Nicanor Filadelfo Pereira:

Valorize seu texto – saiba como: mas e mais’

 

VALORIZE O SEU TEXTO SAIBA COMO:

“Reprovei em língua portuguesa, por não saber se

o amor é simples ou composto”. – Arnosmar Dias.

 Escrever corretamente não é difícil, MAS é MAIS fácil quando se conhece as regras!

 

Temos aqui duas palavras que, na linguagem oral, entre os falantes brasileiros, soam semelhantemente. No entanto, há que se observar que têm grafias e significados completamente diferentes:

1 – A palavra “MAS”, sem a vogal “i”, é uma conjunção adversativa, que expressa um significado contrário, tais como, porém, todavia, contudo, entretanto, etc.

Exemplo: Eu gostaria de participar das aulas de literatura comparada, mas o horário das aulas não me permite.

2 – O termo “MAIS”, com a voga “i”, tanto pode ser usado como advérbio de intensidade ou uma conjunção aditiva. Vejamos:

  1. a) O advérbio de intensidade “mais” propõe uma noção de majoração de quantidade ou de intensidade.

Exemplo: Em termos de aprendizado, as aulas presenciais são mais proveitosas que as ministradas à distância. (advérbio de intensidade),

  1. b) A conjunção aditivamais” nos dá a noção de que algo adiciona ou acrescenta.

Exemplos: Nos horários de “rush” é preciso que se coloquem mais ônibus a circular. (adição).

Um cão e mais três formam uma matilha.

 

Prof. Nicanor Pereira, é licenciado em Letras, com pós-graduação em didática do ensino superior, atua profissionalmente como revisor de textos.

Contatos: nicanorpereira@gmail.com

 

Tags: