Músicos brasileiros ao redor do mundo lançam clipe da música Coraticum

03/08/2020 19:46

 Vozes de brasileiros em diferentes países passam mensagem de coragem e otimismo em clipe com lançamento nesta terça, 04/08; projeto foi idealizado pelo músico e artista gaúcho Daniel Tessler

O músico e artista Daniel Tessler lança amanhã, dia 4 de agosto, no seu trabalho solo (TESS @tessoficial) o clipe da música Coraticum nos canais digitais Youtube e Instagram às 19h. Desenvolvida durante o período de quarentena, o clipe reúne vozes brasileiras que estão em diferentes países – Brasil, Itália, Inglaterra, Portugal e Estados Unidos para cantar sobre amor, coragem e liberdade, levando uma simbólica mensagem de otimismo para o mundo.

Coraticum significa ‘agir com o coração’ em latim e foi escrita, arranjada, gravada e finalizada pelo músico Daniel Tessler num momento nada convencional de isolamento, com algumas limitações técnicas, mas com todas as emoções despertadas com a experiência do distanciamento.

“Logo recebi a energia de parceiros que estavam vivendo momentos de tensão em grandes cidades ao redor do mundo: Eduardo Dechtiar em Milão (backing vocals); Reynaldo Miggy Migliavacca em Londres (bateria); Rodolfo Krieger em Lisboa (guitarra solo); Gustavo Chaise em Los Angeles (baixo); Pedro Pelotas em São Paulo (teclados) e Lucio Brancato em Porto Alegre (cítara)”, comenta Tessler.

As limitações provocadas pelo isolamento possibilitaram uma nova experiência técnica. Para editar o clipe, com arranjos e finalizações, Daniel recebeu todas as gravações feitas pelo celular.

“O mundo está vivendo um período de insegurança e muitas incertezas, o que nos obrigou a descobrir a força que muitos nem sabiam que tinham. Foi preciso um olhar atento para aprender a olhar para dentro e aceitar a condição. Foi preciso ter coragem”, ressalta Tessler.

 

Link para Youtube (no ar dia 04/08 às 19h):

https://youtu.be/IGBzT78j6jY

 

Link da música:

https://open.spotify.com/track/2PgjaQ9N0YYVwhR9djg9zw?si=zu3v8r6VTg61VjhW3DAzgg

 

Coraticum – Ficha Técnica:

Captação de imagens: Daniel Tessler e Anelise Beltrão

Montagem, cor e edição do vídeo: Alexandre Birck / Estúdio Sangha

Composição, arranjo, produção, violão, guitarra e voz: Daniel Tessler (isolado em Garopaba)

Baixo: Gustavo Chaise (isolado em Los Angeles)

Bateria: Reynaldo Migliavacca (isolado em Londres)

Teclado: Pedro Pelotas (isolado em São Paulo)

Cítara: Lúcio Brancato (isolado em Porto Alegre)

Guitarra solo: Rodolfo Krieger (isolado em Lisboa)

Backing vocal: Eduardo Dechtiar (isolado em Milão)

Mixagem e masterização: Vini Tonello (isolado em Gramado)

Arte do single: Leo Lage (isolado em Porto Alegre)

Lançamento nas plataformas de streaming: 180 Selo Fonográfico (isolado em Passo Fundo)

 

Sobre Daniel Tessler

Aos 36 anos, Daniel Tessler, que estudou regência orquestral e coral em São Paulo, iniciou carreira solo em 2013 com a TESS, herdando forte influência britânica e de toda a cena MOD da ‘Swingin London’ dos anos 60, como Beatles, The Who, Mutantes, e dos anos 2000, como Kasabian e Supergrass, entre outras. Com a formação clássica, inspirada em Beethoven e Mozart, também busca novos caminhos com a música erudita misturada ao rock atual.

O lançamento do primeiro disco homônimo, em 2013, contou com a produção de Raul Albornoz (Mallu Magalhães, Armandinho) e Vini Tonello (Rosa Tattooada) pelo 180 Selo Fonográfico. No primeiro disco, a TESS apresentou elementos da música eletrônica misturados a arranjos comuns do rock.

Em 2015, a banda gravou um EP chamado “Multicolor Movietone” (2015) com quatro canções e produção de Edu K (De Falla), também lançado pelo 180 Selo Fonográfico. Por meio desse trabalho, a TESS viajou pelo Brasil, Europa e Argentina e também gravou o clipe da música “Poder Cantar” (2015) com a produtora Organismo Filmes.

Já em 2017, foi lançado o single “Não Quero Mais Me Desculpar“, gravado e mixado em São Paulo, com produção de Daniel Tessler e Gabriel Guedes (Pata de Elefante), também pelo 180 Selo Fonográfico. No mesmo ano, o grupo foi além e lançou o disco “Atlas e o Pêndulo na Verdade Sobre o Não Dito“ (2017), trazendo um novo olhar sobre a existência e o autoconhecimento, contando a experiência interna de Atlas Bartholomeu, alter ego de Daniel Tessler. Baseado nesse conceito, o propósito da TESS é partir para a arte complexa, buscando por meio da música uma maior reflexão o que é o ser humano.

Daniel Tess toca ainda nas bandas Os spoilers, que acompanha nas carreiras solo de Dinho Ouro Preto (Capital Inicial) e Nasi (Ira!) e ainda é vocalista e guitarrista da banda Os Efervescentes.

 

MAIS INFORMAÇÕES PARA A IMPRENSA E ENTREVISTAS:

Cristiane Pinheiro – cristiane.pinheiro@casecomunicacao.com.br

Case Comunicação Integrada

Tes.: (11) 9 9992-9436 / 2476-7237

 

 

 

 

 

 

Tags: