MATILHA CULTURAL PRESTA HOMENAGEM AO CINEASTA SILVIO TENDLER

18/04/2015 15:09

Foto divulgaçãoA Matilha Cultural vai realizar, entre os dias 30 de abril e 17 de maio, uma homenagem ao premiado cineasta Silvio Tendler, da Caliban Produções, promovendo a exibição de cinco filmes e quatro curtas do diretor

Com cerca de 40 filmes em seu currículo, entre curtas, médias ou longas-metragens, Tendler é detentor das três maiores bilheterias de documentários na história do cinema brasileiro: “O Mundo Mágico dos Trapalhões” (1 milhão e 800 mil espectadores), “Jango” (1 milhão de espectadores) e “Anos JK” (800 mil espectadores). Premiado nacional e internacionalmente, seus filmes frequentemente trazem recortes da memória brasileira, levantando discussões sobre os rumos do Brasil, da América Latina e do mundo em desenvolvimento.

“Resolvemos homenageá-lo pela generosidade nas concessões das exibições que tivemos ao longo desses anos na Matilha, pela riqueza das produções e, principalmente pelos temas abordados, muito deles já debatidos por nós da Matilha” explica Patricia Rabello, Diretora de Programação da Matilha Cultural.

Os filmes selecionados para a mostra, são: “Jango” (1984), “Marighella – Retrato Falado Do Guerrilheiro” (2001), “Utopia e Barbárie” (2009), “O Veneno Está Na Mesa” (2011) e “O Veneno Está Na Mesa II” (2014), além de uma seleção de curtas do diretor, com os filmes “As Redes que a Unesco Tece”, de 2004, “Há muitas noites na noite – Poema Sujo Ferreira Gullar”, de 2010, “Sujeito Oculto: na Rota do Grande Sertão”, de 2013 e “J. Carlos – O Cronista do Rio, também de 2013, feito em parceria com Norma Bengell. A entrada é gratuita.


PROGRAMAÇÃO POR DIA
30/04 QUINTA-FEIRA
20h – Utopia e Barbárie (2009)

01/05 SEXTA-FEIRA
20h – Utopia e Barbárie (2009)

02/05 SÁBADO
17h – Jango (1984)
19h30 – O Veneno Está Na Mesa (2011)
21h – O Veneno Está Na Mesa II (2014)

03/05 DOMINGO
20h – Curtas Silvio Tendler

07/05 QUINTA-FEIRA
20h – Marighella – Retrato Falado Do Guerrilheiro (2001)

08/05 SEXTA-FEIRA
20h – Jango (1984)

09/05 SÁBADO
17h – O Veneno Está Na Mesa (2011)
18h – Marighella – Retrato Falado Do Guerrilheiro (2001)
20h – Utopia e Barbárie (2009)

10/05 DOMINGO
20h – Curtas Silvio Tendler

14/05 QUINTA-FEIRA
20h – Utopia e Barbárie (2009)

15/05 SEXTA-FEIRA
20h – Marighella – Retrato Falado Do Guerrilheiro (2001)

16/05 SÁBADO
17h – Jango (2011)
20h – Utopia e Barbárie (2009)

17/05 DOMINGO
20h – Curtas Silvio Tendler


PROGRAMAÇÃO POR FILME

JANGO (1984)
O documentário dirigido por Silvio Tendler que enfoca a efervescência da política brasileira durante a década de 1960 sob o contexto histórico da Guerra Fria. Jango narra exaustivamente os detalhes do golpe e se estende até os movimentos de resistências à ditadura, terminando com a morte do presidente no exílio e imagens de seu funeral, cuja divulgação foi censurada pelo regime militar.

Gênero: Documentário
País: Brasil
Dur: 115 min
Direção: Silvio Tendler
Roteiro: Silvio Tendler
Assistente de Direção: José Olívia Jr.
Elenco: Narração: José Wilker Depoimentos : Afonso Arinos, Aldo Arantes, Antonio Carlos Muricy, Bocayuva Cunha, Celso
Furtado, Denize Goulart, Francisco Julião, Francisco Teixeira, Frei Betto, Gregório Bezerra, Leonel Brizola, Marcos Sá Correa, Magalhães Pinto, Maria Vitória Benevides, Raul Ryff,
Produção: Caliban Produções Cinematográficas LTDA
Direção de Produção: Cássia Araújo
Coordenação de Produção: Maria Muricy
Direção Fotografia: Lucio Kodato
Montagem/Edição: Francisco Sérgio Moreira
Técnico de Som Direto: Geraldo Ribeiro
Estúdio Som: Rob Filmes
Trilha: Música: Milton Nascimento e Wagner Tiso f
Classificação: 12 anos

Datas de exibição:
02/05 Sábado – 17h
08/05 Sexta-feira – 20h
17/05 Sábado – 20h


MARIGHELLA – RETRATO FALADO DO GUERRILHEIRO
Deputado constituinte de 46 e um dos principais dirigentes do Partido Comunista – cassado quando o partido foi posto na ilegalidade, Carlos Marighella foi um dos líderes da luta armada contra a ditadura militar no Brasil. Ainda no PC, em 66, propôs o caminho da guerrilha e por isso foi expulso. Fundou a Ação Libertadora Nacional, primeiro movimento armado pós-64 do país. O filme sobre a vida desta figura polêmica da recente História do Brasil contará a trajetória do professor Marighella. Mas, acima de tudo, contará a história do homem Marighella.

A narração é de Othon Bastos e a trilha sonora, assinada pelo maestro Eduardo Camenietzki e interpretada por Ithamara Koorax, conta com um novo arranjo para a “Internacional Comunista”, além de poesias de Marighella musicadas. No ano em que o líder da luta armada no Brasil e autor do “Manual do Guerrilheiro Urbano” completaria 90 anos, Marighella sai definitivamente da clandestinidade para ocupar seu lugar na História

Gênero: Documentário
Direção: Silvio Tendler
Montagem: Sueli Nascimento
Videografismos: Patrícia Tebet
Locução: Othon Bastos
Trilha Sonora: Eduardo Camenietzki
Interpretada por: Ithamara Koorax
Consultoria De Pesquisa: Vladmir Sachetta
Pesquisa: Antônio Fernandes e Clarisse Mantuano
Assistência De Direção: Clarisse Mantuano e Silvio Arnaut

Datas de Exibição:
07/05 Quinta-feira – 20h
08/05 Sexta-feira – 20h
15/05 Sexta-feira – 20h


O VENENO ESTÁ NA MESA (2011)
O filme vem mostrar como estamos nos alimentando mal por conta de um modelo agrário baseado no agronegócio. O perigo é tanto para os trabalhadores, que manipulam os venenos, quanto para toda a população do campo e das cidades, que consomem os produtos agrícolas com agrotóxicos.

Gênero: Documentário
País: Brasil
Duração: 50 Min
Direção: Silvio Tendler

Datas de exibição:
02/05 Sábado – 19h30
09/05 Sábado – 17h


O VENENO ESTÁ NA MESA II (2014)
Após impactar o Brasil mostrando as perversas consequências do uso de agrotóxicos em O Veneno está na Mesa, o diretor Sílvio Tendler apresenta no segundo filme uma nova perspectiva. O Veneno Está Na Mesa 2 atualiza e avança na abordagem do modelo agrícola nacional atual e de suas consequências para a saúde pública. O filme apresenta experiências agroecológicas empreendidas em todo o Brasil, mostrando a existência de alternativas viáveis de produção de alimentos saudáveis, que respeitam a natureza, os trabalhadores rurais e os consumidores.

Com este documentário, vem a certeza de que o país precisar tomar um posicionamento diante do dilema que se apresenta: Em qual mundo queremos viver? O mundo envenenado do agronegócio ou da liberdade e da diversidade agroecológica?

Gênero: Documentário
País: Brasil
Duração: 70 min
Direção: Silvio Tendler

Datas de exibição:
02/05 Sábado – 21h


UTOPIA E BARBÁRIE (2009)
“Utopia e Barbárie” é um road movie histórico que percorreu ao todo 15 países: França, Itália, Espanha, Canadá, EUA, Cuba, Vietnã, Israel, Palestina, Argentina, Chile, México, Uruguai, Venezuela e Brasil. Em cada um desses lugares, Tendler documentou os protagonistas e testemunhas da história do século XX. Nas telas, o documentário transita por alguns dos episódios mais polêmicos da história mundial recente, como as bombas de Hiroshima e Nagasaki, o Holocausto, a Revolução de Outubro, o ano de 1968 no mundo (Brasil, França, Chile, Argentina, Uruguai, dentre outros), a Operação Condor, a queda do Muro de Berlim e a explosão do liberalismo mais canibal que a História já conheceu.

Gênero: Documentário
Duração: 120 min
País: Brasil
Diretor(a): Silvio Tendler
Elenco: Amos Gitai, Augusto Boal, Carlos Chagas, Denys Arcand, Dilma Roussef, Eduardo Galeano, Faride Zeran, Fernando Solanas, Ferreira Gullar, Francesco Rosi, General Giao, Gillo Pontecorvo, Jocob Gorender, Leandro Konder, Marlene França, Nahum Shaban, Vu Khoan, Zé Celso

Datas de exibição:
30/04 Quinta-feira – 20h
01/05 Sexta-feira – 20h
09/05 Sábado – 20h
14/05 Quinta-feira – 20h
16/05 Sábado – 20h


CURTAS – SILVIO TENDLER
J. Carlos – O Cronista do Rio (2013) – em parceria com Norma Bengell – 29′
As ilustrações, charges e histórias de vida de J. Carlos marcaram a primeira metade século XX e toda a arte gráfica brasileiro. Neste filme, Silvio Tendler e Norma Bengell recuperam seu legado e prestam homenagem ao grande artista, enquanto nossos olhos passeiam por suas imagens.

As Redes que a Unesco Tece (2004) – 17’
Os desafios do Brasil são grandes, mas a UNESCO tem confiança que, em parceria e somando-se esforços com a sociedade civil organizada nas áreas de seu mandato, é possível superar grande parte dos entraves ao desenvolvimento nacional. O vídeo “As Redes que a Unesco Tece” ilustra algumas das metas e objetivos da organização, como a eliminação da pobreza, o combate ao analfabetismo, a promoção do desen- volvimento social, a defesa do patrimônio cultural e a busca pelo desenvolvimento sustentável.

Há muitas noites na noite – Poema Sujo Ferreira Gullar (2010) – 6’50
Videoinstação “Há muitas noites na noite”, sobre o Poema Sujo (Ferreira Gullar).
Direção: Silvio Tendler
Participações: Ferreira Gullar, Maria Bethânia, Zeca Baleiro, Pedro Luis, Edu Lobo, Fagner, Alcione, Amir Haddad, Sérgio Britto, Helena

Sujeito Oculto: na Rota do Grande Sertão (2013) – 26′
Sujeito Oculto na Rota do Grande Sertão é uma jornada pelo norte de Minas – região por onde em 1952 o escritor Guimarães seguiu a célebre boiada com centenas de cabeças de gado, capitaneada por Manuelzão. O sertão, os vaqueiros, a linguagem, a toada, o boi, as fazendas, as veredas, a memória e o novo, a vida e o desastre ecológico, os sertanejos e suas manifestações culturais, expressões populares, os aboios, a relação do vaqueiro com o sertão, sua fala, seus relatos. As veredas mortas, as ruínas encarquilhadas do passado, a seca verde, as cinzas que jazem como lembranças do fogo criminoso e a imagem interditada do escritor comporão a rota do documentário. Um filme que aborda um paralelo entre a morte da memória e a morte do sertão.

Datas de exibição:
03/05 Domingo – 20h
10/05 Domingo – 20h
17/05 Domingo – 20h

MATILHA CULTURAL
Rua Rego Freitas, 542 – São Paulo
Tel.: (11) 3256-2636
Horários de funcionamento: terça-feira a domingo, da 12h às 20h/ exceto sábados: 14h às 20h
Wi-fi grátis
Cartões: VISA (débito/ crédito)
Entrada livre e gratuita, inclusive para cães
www.matilhacultural.com.br

Tags: