Livro traz informações sobre a História e a Cultura dos negros de Porto Feliz

29/10/2015 00:27

De autoria do professor Carlos Carvalho Cavalheiro, o livro “O negro em Porto Feliz” conta com prefácio do historiador Jonas Soares de Souza e apoio cultural do SIPROEM

capa Negro em Porto FelizO SIPROEM – Sindicato dos Professores das Escolas Municipais de Sorocaba, Porto Feliz, Tietê, São Roque, Ibiúna, Salto, Itu, Araçariguama, Alumínio, Mairinque, Votorantim, Boituva, Iperó, Araçoiaba da Serra, Capela do Alto, Cesário Lange, Cerquilho e Tatuí apoia a publicação do livro “O Negro em Porto Feliz”, de autoria do professor Carlos Carvalho Cavalheiro. Paulistano de nascimento, adotou Sorocaba e Porto Feliz para viver, trabalhar, pesquisar e desvelar temas quase que escondidos das trajetórias das duas cidades. Professor, historiador, poeta e documentarista, tem divulgado sua produção sobre Literatura e História Local por meio de suportes variados, inclusive impresso. Carlos tem se destacado como defensor e praticante de formas alternativas de circulação da cultura, explorando criativamente a mídia eletrônica. O professor Carlos é formado em História, com pós-graduação em Metodologia do Ensino de História e Gestão Ambiental, licenciado em Pedagogia e bacharel em Teologia, mestrando em Educação pela UFSCAR de Sorocaba.

O livro é uma compilação de artigos sobre a história e cultura dos negros na cidade de Porto Feliz (onde o professor Carlos leciona História na rede pública municipal); originalmente publicados no jornal Tribuna das Monções, até hoje suscitam interesse público, motivo pela qual houve a necessidade de publicá-lo em outro suporte como este livro, facilitando o acesso de interessados. Publicado pela Editora Crearte (Sorocaba), a edição inicial será de 100 (cem) exemplares. “Uma tiragem modesta, mas dentro das nossas possibilidades e que creio, ainda assim, preencherá uma lacuna que é a falta de livros sobre a História dos negros em Porto Feliz”, comenta o autor.

Segundo o professor historiador Jonas Soares de Souza: “As pessoas estão continuamente colocando para si mesmas questões relacionadas ao local onde moram e sobre como viveram seus antepassados”.

É o que faz Carlos Carvalho Cavalheiro em artigos publicados no jornal Tribuna das Monções e reunidos neste belo livro, onde busca no recorte do micro os sinais e relações da totalidade social, os homens e mulheres de “carne e osso”, para usar uma imagem cara ao historiador francês Lucien Febvre.

Com previsão de lançamento para janeiro de 2016, o livro deverá estar disponível em livrarias e com o autor. Pedidos:carlosccavalheiro@gmail.com

Tags: