Livro de contos de jornalista tatuiano satiriza o politicamente correto com bom humor

06/08/2017 22:03

GOLPE BAIXO NO ‘COITADISMO’

 

Uma coletânea de pequenas “histórias quase apolíticas e nada corretas”, todas buscando, com bom humor, questionar e satirizar o “coitadismo”, que tanto sustenta a indústria dos danos morais quanto serve à retórica oportunista da vida pública nacional.

Primeiro livro de contos do jornalista Ivan Camargo, “Golpe Baixo” pouco (ou nada) se importa com os tais limites do humor, fazendo questão de pisar torto do outro lado da linha, olhar vesgo para os eufemismos simplórios e baforar enxofre fedido na cara do politicamente correto e daqueles que se levam a sério demais.

Um livro para “não” ser lido por quem acredita que os problemas como racismo, homofobia, machismo e outros, simplesmente desaparecem por encantamento com o uso de palavras mágicas, como “afrodescendente”, “melhor idade”, “portador de necessidades especiais”, “acompanhante”…

 

SINOPSE

“Golpe Baixo” soma nove textos de humor. O primeiro utiliza-se do conto “O Alienista” para uma paródia do clássico. Assim, “O Corretista” retrata um advogado fanático pelo politicamente correto, o qual acaba sendo vítima do próprio sectarismo.

Na sequência, “Manifestações de Desejo” aborda a série de protestos públicos que tomou conta do país a partir de 2013, especialmente pela ótica de quem participa mais por motivações pessoais do que sociais.

“TOC de Ninfeta” enfoca um apaixonado por uma ex-atriz, acometida pelo transtorno obsessivo compulsivo. Ele cuida da moça e, nesse processo, percebe que a obsessão dele pode causar ainda mais transtornos que a dela.

“Três Amigas”, por sua vez, busca discutir os valores tradicionais na educação feminina, segundo os quais haveria total diferença entre a prostituta profissional e a esposa que se casa “somente” por dinheiro.

“Golpe Baixo” apresenta uma situação típica de assédio, porém, em cuja vítima não sabe o que fazer, como se defender, simplesmente, porque o “agressor” é um anão.

“Sabor de Saudade Suja” foca o exagero com relação à vigilância sanitária, a qual chega, até mesmo, a interferir na cultura tradicional, proibindo os queijos artesanais, por exemplo.

“A Última Flor do Macho” observa o feminismo sectário, que parece ter pretensão de interferir, até, na vida íntima das mulheres.

“Beijo o Gay?” aproveita a polêmica criada em torno da exibição – ou não – dos relacionamentos homossexuais de forma mais explícita na mídia.

“Lembranças da Pior Idade”, finalmente, satiriza o eufemismo de que ficar velho seria desfrutar da “melhor idade”. Para tanto, coloca como protagonista um garoto que, por conta de uma patologia, aparenta não ter sentimento.

 

AUTOR

Ivan Camargo é editor do jornal “O Progresso de Tatuí”, no interior de São Paulo.

Em 2008, lançou o primeiro livro, o romance “Onde Moram os Tatus”, texto que recebeu duas premiações nacionais e uma estadual, entre estas, a seleção pelo ProAc.

Nesse mesmo ano, somou duas distinções no II Prêmio de Literatura UBE/Scortecci. Além da menção honrosa a “Onde Moram os Tatus”, foi o vencedor desse concurso com a peça “O Cativeiro”. Em 2009, também pelo ProAc, lançou o segundo romance, “Assombrações Caipiras”.

Pela UBE do Rio Janeiro, em 2011, conquistou a primeira colocação no Concurso Internacional de Literatura, com a peça “Até que A Morte nos Enlace”. Em 2013, pelo mesmo certame, alcançou a terceira colocação, com a peça “Santa Casa da Luz Vermelha”.

Em 2016, teve o livro “Golpe Baixo” classificado na terceira suplência do ProAc, assim posicionando-se em nono lugar entre 199 obras inscritas para os seis prêmios do edital de criação literária destinados ao interior de São Paulo.

 

FICHA TÉCNICA

Editora: Kazuá

Assunto: contos

ISBN: 978-855565070-3

Ano: 2017

Edição: 1ª

Número de páginas: 123

Encadernação: brochura

Formato: 23 cm x 16 cm

Preço: R4 44,00

 

SERVIÇO

Vendas: Livraria Cultura / Amazon / Editora Kazuá / Autor

Site: www.ivancamargo.com.br

E-mail: ivancamargo40@gmail.com

Fones: (15) 3251-4012 / 99773-3235

Tags: