Lady Book: ‘O valor quem dá sou eu’

26/11/2021 22:38

Ercídia Correia – Lady Book

O valor quem dá sou eu

Vou aqui falar de um tema pessoal. A minha irmã disse-me que por eu estar com o meu marido longe da família, isso não contava como um relacionamento sério, pois não estávamos no sofrimento que é viver perto da família. (Com certeza ela estava brincando mas, por via das dúvidas, fui perguntar outras opiniões, não vá ser que a brincadeira só estivesse na minha cabeça.)

Quando eu perguntei a opinião de outra pessoa, ela disse:

– É verdade, falta o sofrimento pra o relacionamento ficar sério”.

Eu fiquei, tipo, será que estou ouvindo direito?

Só podia ser brincadeira. Será que eu tinha um tampão de cerume? Ou estivesse com algum dano cerebral. Mania do angolano de achar que só a coisa que dói muito é a séria, é a coisa que tem valor. Aplicando isso aos relacionamentos, se você não está sofrendo por alguém, você não está amando esse alguém. Livra-nos, Senhor!

Eu perguntei:

– E os relacionamentos à distância? Isso é o quê? É de comer ou de beber? E os relacionamentos por telefone? Por carta? Pior! Isso aqui não vale nada.  Oie? Tem pessoas envolvidas, sabiam? Tem sentimentos envolvidos.

Mas então, se não é sério…vale mesmo? Vale. Alguns dizem. Mas vale menos, se traem muito e ninguém leva a sério.

– Mas ora essa, nos relacionamentos de perto também se traem!

– Sim também, mas esses contam mais.

Mas, afinal, qual é o relacionamento que conta? Ou melhor, quando é que o nosso relacionamento passa a contar para os outros e é considerado um relacionamento sério? Porque eu sou casada, e mais sério do que isso, só se a gente fizer um pacto de sangue.

Convenhamos, as pessoas de opiniões agora coçam, todo mundo tem algo a dizer, algo a acrescentar, tem um “Está bonito, mas”… Mas nada, você está acrescentando a mim ou ao seu ego? Misericórdia.

Vamos deixar assim: se está bom para mim, está bom para a família. E se está sério para mim, está sério para o mundo. O valor? Sou eu que dou! Seja aqui, seja na América ou na Ásia. Traz alegria pra o seu coração? É correto? Não está matando ninguém. Siga em frente. No fundo, no fundo, nada tem importância, a não ser que você dê a ela. E o valor do seu relacionamento, só você pode ditar.

 

Lady Book

lady.book33@gmail.com

 

 

 

Tags: