Kiko Rebelles: ‘Ainda me bastará’

16/05/2018 12:03

“Amo tanto, que me dói perdê-la/ Assim me seduz e vai embora/ Adentra a noite sem zelo por mim/ Com medo do fim me perco na aurora.”

 

Ainda me bastará

Ela é bela e vagueia em meus sonhos

Dançando e entoando canções líricas

De beijos em beijos, singelos momentos

Num sussurro, poesias empíricas

 

Amo tanto, que me dói perdê-la

Assim me seduz e vai embora

Adentra a noite sem zelo por mim

Com medo do fim me perco na aurora

 

Ah, minha amada, que corre tão vã

Não de filosofia, mas de medo

Quando ela chega é magia tão dócil

Brincando no vento se vai tão cedo

 

Me perco no tempo, procuro entender

O vazio tão cheio de esperança

Às vezes choro, às vezes sorrio

Corpo de adulto, alma de criança

 

Ainda me bastará aquele abraço

Tão quente, tão cheio de vida

Não mais sonhar, mas apenas viver

Te chamando para sempre de minha querida…

 

Kiko Rebelles – rebellesgregorio@gmail.com

Tags: