Kiko Rebelles: ’40 anos!’

15/09/2018 10:39

 Quarenta anos, um piscar de olhos na eternidade/ Mas eu tive tanto medo, fiquei em cima do muro/ Medo de não ser mais criança, ou talvez partir tão cedo/ O tempo, nosso tempo, me deixa tão inseguro.”

 

40 anos!

Essa luz não me incomoda mais, escuridão não é nada sem o brilho do sol
Não me projeto mais para fora de meu mundo, de meu lençol

Insônia de anos meticulosos, a procurar um senso
Sei que passei muitas horas me perguntando por que penso

Será que se eu não entendesse seria mais fácil?
Mas e a dor que era pra ser minha?
Pode-se fugir do que te foi prometido?
Não sou rei, eu sei, mas espero minha rainha

Quero um mundo melhor que vinte anos atrás
Precisarei de mais vinte pra provar que sou fiel?
Maldade nunca tive, mas ela me perseguiu tanto
Mas nem tudo é assim, tão ríspido e cruel

Quarenta anos, um piscar de olhos na eternidade
Mas eu tive tanto medo, fiquei em cima do muro
Medo de não ser mais criança, ou talvez partir tão cedo
O tempo, nosso tempo, me deixa tão inseguro

Olhe para mim, eu, barba branca e uma história nos olhos
Olhe com amor, e veja quanto tempo de luta
Não se importe em dizer que estou ficando velho
Já não me importo, vida, tempo, vivência não se disputa

Sou filho ainda, de meu pai, minha mãe
Sou pai, porém, de minha filha, que me fará vovô
Quero seguir forte, como o guerreiro que sou
Enquanto ela voa, eu sou o seu platô

Quarenta anos, aos vinte me achava dono do mundo
Sem perceber que dormimos para acordarmos
E num sonho distante de um novo sorriso
É assim, só vivendo, para despertarmos

Essa vida é tão marota, mas grande professora
Não procure ser feliz nas ilusões
Ame, sonhe, viva o que te pertencer
Mas não guerreie sem razões

Seu tempo é único, usufrua com qualidade
Não importa sua idade, e sim o que aprendeu
Dessa vida nada se leva, a não ser sua verdade
Daquilo tudo que escolheu

Quarenta anos, sim, o menino cresceu
Mas a centelha ainda mora em seu peito
Ele sabe que se ainda não morreu
Para tudo se pode dar um jeito

Calma moço, seus quarenta não são desvantagem
Enquanto tiver coragem, haverá motivação
Olha que belo esses dias vividos, não é miragem
Está tudo guardado em seu coração

Meus quarenta anos, cheguei e estou feliz
Agradeço ao Nosso Senhor, pela benfeitoria
Meus quarenta anos, uma proeza que nunca fiz
Agora faço parte, da nobre senhoria…

 

Kiko Rebelles 

 

Tags: