Jairo Valio: ‘Menina faceira’

22/05/2019 09:36

Jairo Valio

Poesia: ‘Menina faceira’

Imagem extraída da internet

Menina faceira

Ainda desabrochando, mostra vaidades,
e como um botão de rosa que se abre,
suas pétalas vão mostrando belezas,
e as cores, todas elas, magníficos enfeites,
se completam exalando seus doces perfumes.

Assim é a menina faceira toda graciosa,
despertando sorrisos onde passa vaidosa,
e sua presença onde seu palco é a vida,
desperta orgulho dos pais contemplativos,
pois a joia preciosa é a maior das riquezas.

Leveza no porte e no andar tão gracioso,
almeja ser bailarina para enfeitar os cenários,
pois seu rosto denota sorrisos que encantam,
e o mestrado para alcançar os seus sonhos,
já demonstra ao alçar com graça os pezinhos.

O espelho é confidente onde sussurra seus sonhos,
ao olhar com ternura para o corpinho tão frágil,
e depois de mirar-se onde seus olhos alcançam,
sai de mansinho como se elogios tão doces ouvisse,
pois satisfeita esboça doçuras que encantam.

Assim é a menina faceira que enfeita o mundo,
muitas delas almejam também realizar seus sonhos,
e amá-las é dever de consciência de todos os pais,
que jamais devem ultrajar seus corpos sagrados,
pois representam a pureza que deve ser preservada.

 

Jairo Valio – 07-/8/2010

valio.jairo@gmail.com

Tags: