Jairo Valio: ‘Ah, se eu pudesse…’

14/12/2018 21:44

“Gostaria de ser o jardineiro do amor,/ Plantando flores em todos os jardins,/ Regando-as para que florescessem,/ E depois que estivessem viçosas,/ Em cada coração uma plantasse,/ Para abrandar os temperamentos.”

Ah, se eu pudesse…”

Gostaria de ser o jardineiro do amor,
Plantando flores em todos os jardins,
Regando-as para que florescessem,
E depois que estivessem viçosas,
Em cada coração uma plantasse,
Para abrandar os temperamentos.

Não queria ver mais tantas maldades,
Oriundas por ambições desenfreadas,
E quem vivesse esses desencantos,
Fosse tocado por uma flor generosa,
Que mudaria seus comportamentos,
Pois para o perdão existem os espaços.

Queria mentes perfumadas e sem vícios,
Que vivessem e propagassem o amor,
Amando profundamente quem escolheu,
E se receberam flores do meu jardim
Vivam suas vidas em perfeitas sintonias,
E jamais quebrarem os elos prometidos.

Para as mães desejaria todos os perfumes,
E jamais vivessem as desarmonias que ferem,
Pois são Anjos que Deus criou para darem vidas,
Crianças que merecem todas as flores e carinhos,
E por essas dádivas Divinas nunca fossem agredidas,
Pelas violências que muitas vezes são submetidas.

Para a natureza que vive em constante ebulição,
Tantas são as agressões que o homem lhe faz,
Sempre haja flores nas matas tão deslumbrantes,
E seus rios caminhem livres nas calhas protetoras,
Nunca sendo feridos por poluições que os matam,
Pois são fontes de vida que mitigam nossa sede.

Veria todos os dias o sol deslumbrante se pondo,
Numa atmosfera limpa e destituída de poluentes,
Para que quando tombar colorisse todas as nuvens,
E na negritude da noite as estrelas fossem vistas,
Até que a lua toda brilhante convidasse para amar.
E calma e serena aguardasse linda aurora surgir.
Ah…se eu pudesse….

 

Jairo Valio – valio.jairo@gmail.com
16/04/2011

Tags: