Isabelly de Souza Manoel: ‘A única margarida do jardim’

03/01/2019 09:10

Uma única margaridinha no meio de várias,/ Rosas coloridas e deslumbrantes,/ Uma única flor diferente do jardim./ A única branca;/ A única sem igual;/ A única considerada sem beleza daquele/ enorme e belo jardim.”

A única margarida do jardim

Uma única margaridinha no meio de várias,

Rosas coloridas e deslumbrantes,

Uma única flor diferente do jardim.

A única branca;

A única sem igual;

A única considerada sem beleza daquele

enorme e belo jardim.

 

Tempos se passaram e aos poucos,

Aquele jardim foi se enchendo de flores,

Maravilhosas

 

Gardênias,

Violetas,

Copos-de-Leite,

Orquídeas,

Girassóis,

 

Entre outras lindas e belas flores!

 

Mas lá esta a pequena margarida…

Nada chamativa.

Nada especial.

Nada bela.

Nada deslumbrante.

 

Até que um dia, apareceu um menininho,

Naquele enorme e florido jardim.

Quando aquele mesmo pequenino garoto,

Reparou na margaridinha,

Seus olhos começaram a brilhar.

 

O garotinho observou a margarida por horas

E horas sem parar ou se cansar.

Ele ficava dizendo que a margaridinha,

Era a flor mais chamativa de todos os jardins que ele havia visitado.

 

E aquele mesmo garoto vinha visitando,

Aquela margaridinha todos os dias,

Para apreciá-la e cuidar dela.

 

Até que inevitavelmente, a margaridinha,

Acabou murchando e morrendo.

Ali estava finalizado seu ciclo de vida

mortal…

 

O garotinho que sempre vinha visitá-la,

chorou muito ao ver sua pequena,

margarida ali… murcha e sem vida…

 

Mas mesmo com a morte da margaridinha

O garoto continuou visitando aquele lindo jardim

 

Apesar de ter passado tanto tempo desde sua morte,

O garotinho continua,

A achar aquela margarida a mais linda,

Daquele enorme jardim florido.

 

Mesmo sendo apenas vagas lembranças,

Da pequena margarida já é suficiente,

Para tirar um sorriso daquele garoto,

Pois ele sabe que um dia voltará a vê-la,

Da terra ou no céu?

 

Não importava para aquele garoto,

Ele só queria ver sua bela margarida.

 

 

Isabelly de Souza Manoel – andreiacrys.s@gmail.com

 

Tags: