Isabel Furini: ‘A canção da vida’

27/12/2021 16:41

Isabel Furini

A canção da vida

fico imóvel no meio do caminho
e quando à distância
observo
a dimensão dos campos arados
percebo os poucos frutos recolhidos

não obstante
voltaria a realizar a semeadura
porque a minha alma
é terra sem fechaduras
aberta aos sonhos, ao Bem
e à Poesia

quantos seres se aproximaram
de minha vida
alguns com meles
e outros carregando nas mãos pedras duras
porque a vida tem amor e ódio
e luz e sombra
o silêncio da noite
e de manhã os cantos
dos canários e dos pardais.

 

Isabel Furini

isabelfurini@yahoo.com.br

 

 

 

 

Tags: