‘Hit Parade’, série original criada por André Barcinski e dirigida por Marcelo Caetano, chega ao 2º episódio no Canal Brasil

01/06/2021 01:26

baixar em alta resolução

Atração tem como pano de fundo os bastidores da indústria fonográfica brasileira dos anos 1980. O episódio 2, que vai ao ar nesta sexta-feira, aborda os falsos gringos da indústria musical brasileira

Nesta sexta-feira (28/05), às 22h30min, será exibido o segundo episódio da “Hit Parade”, série original do Canal Brasil, criada por André Barcinski e dirigida por Marcelo Caetano. No episódio intitulado “Terry Holiday”, Simão e Lídia decidem abrir a gravadora Sensacional Discos para rivalizar com o poderoso Missiê Jack. Ambos contam com a ajuda do imitador de vozes Onésio e de uma advogada falida Silvana.

Entre os primeiros lançamentos da Sensacional, está um “falso gringo” – a versão brasileira e fake do cantor pop sueco Terry Holiday. E se o telespectador preferir ‘maratonar’ a série, é possível fazê-lo pelo Now, pois todos os episódios estão disponíveis para assinantes da Claro TV.

A série que teve sua estreia em 21/05 tem sua trama centrada na trajetória dos produtores musicais Simão (Tulio Starling) e Lídia (Bárbara Colen, atriz de “Bacurau”), que enfrentam    Missiê Jack (Robert Frank). Ambientada na década de 80, a série conta ainda com Nash Laila, Odilon Esteves e com as participações de Maria Alcina, Edy Star e Ovelha.

Simão (Tulio Starling) é um cantor idealista, que tem dificuldades em se estabelecer no mercado fonográfico. Sem dinheiro e sem sucesso, ele é convencido por Lídia (Barbara Colen), sua mulher, a procurar qualquer trabalho e colaborar com as contas da casa. Ele vai até o produtor Missiê Jack, que o convida para criar uma composição para o cantor kitsch Ivanhoé (Edy Star). A música bomba nas paradas musicais, mas a parceria entre compositor e produtor dura pouco. Os métodos de trabalho nada éticos de Missiê frustram Simão, que leva um golpe inesperado do parceiro.

Simão, então, decide abrir sua própria gravadora, a Sensacional Discos, para enfrentar seu desafeto. Se valendo de trapaças e mentiras, os dois iniciam uma guerra para ver quem emplaca mais hits no topo das paradas dos anos 80. Um cantor americano que não fala inglês, um apresentador de tv apaixonado por boy bands, uma cantora sexy que quer ser a nova rainha dos baixinhos. São esses alguns dos personagens que orbitam os 8 episódios da série, que traz um humor “sombrio” e debochado.

O jornalista e criador da série, André Barcinski, revela onde buscou inspiração idealizar “Hit Parade”. “Na música, os anos 80 são vistos como uma época de néon, flúor e canções escapistas e alegres. Mas eu queria mostrar o outro lado daquele período, quando a indústria da música no Brasil era um covil de talentosos oportunistas. A série que Marcelo e eu fizemos trata da luta pelo sucesso em meio a trambiques, traições e enganações em geral. Eu acho um universo fascinante.”

A trilha sonora conta com canções originais compostas por novos nomes da música brasileira e por Hélio Costa Manso, que foi diretor das gravadoras RGE e Som Livre nos anos 80 e fez sucesso como o falso gringo Steve Maclean. Dos novos nomes, destaque para as composições de Maria Beraldo, Bemti, Caê Rolfsen e Leo Versolato que revisitam o pop oitentista com os olhos de hoje. Hit Parade foi produzida pela Kuarup, gravadora criada em 1977, que, hoje, atua também no audiovisual.

 HIT PARADE (2021) (8X45’)

INÉDITO e EXCLUSIVO

Classificação: 16 anos

Criação: André Barcinski

Direção: Marcelo Caetano

Roteiro: André Barcinski e Ricardo Grynszpan

Elenco: Tulio Starling, Bárbara Colen, Robert Frank, Odilon Esteves e Luiz Rocha.

Estreia: sexta, dia 21/05, às 22h30.                                                                                                 

Episódio 2:  sexta, 28/05, às 22h30min.

Horário: sexta, às 22h30

Alternativos: madrugada de sábado/domingo, à 1h55 e madrugada de segunda/terça, às 0h55.

 ELENCO

Simão: Tulio Starling

Lídia: Bárbara Colen

Lobinho: Odilon Esteves

Missiê Jack: Robert Frank

Ludmila/Natasha: Nash Laila

Onésio: Luiz Rocha

Silvana: Docy Moreira

Lobito: Gabriel Afonso

Dona Aparecida: Gláucia Vandeveld

Cherno Bill: Ramon Brant

Frank Fabiano: Assis Benevenuto

Adalberto: Rafael Bacelar

Cilene Raio Laser: Kelly Criffer

Pastora: Silvana Stein

Geraldo/Terry: Gerson Marques

Lucca Baunilha: Raphael Loures

Adão Tânia: Luciano Falcão

Carlos Alberto/Enzo: Gui Calzavara

Duda Talagão: Bernardo Filaretti

Leroy: J. G. Franklin

Dito Chevalier: Rodolfo Vaz

Débora Frappé: Mayra Mota (Mayí)

Branca Frappé: Raquel Cabaneco

Ivanhoé: Edy Star

Gonçalo: Carlos Francisco

Jaque: Lira Ribas

Silveira: Janaina Morse

Lola Ayala: Bruna Chiaradia

Guiomar: Christiane Antuña Mariana: Paula Amorim Gracielle: Ana Clara Martins

Paulo: Daniel Jaber

Walter Midas: Eduardo Moreira

Tina: Rejane Faria

Fã stalker: Ana Carolina Siqueira

Fã peruca: Talita Braga

Mike Baunilha: Leandro Bolina

Bobby Baunilha: Lucas Barbosa

Jornalista Denise: Cris Moreira

Zazá: Mariana Ruggiero

Dimitri: Carlos Magno

JJ Martins: Claudio Marcio

Padre Zezinho: Beto Militani

Rasputin: Diego Siqueira

Felipe de Oliveira

Lelo dos Andróides: Gabriel Mendes

Bella La Pierre: Gabriela Dominguez

FICHA TÉCNICA

 Direção

Diretor: Marcelo Caetano

1º Assistente de Direção: Flavio Vacchiano

Produtor de Elenco: Ricardo Alves Jr.

Roteiro

Roteiristas: André Barcinski e Ricardo Grynszpan

Produção

Produtor: Alcides Ferreira

Produtora Executiva: Marcella Jacques

Diretora de Produção: Carol Gontijo

Coordenadora de Produção: Keila Castro

Direção de Arte

Diretora de Arte: Maíra Mesquita

Figurino

Figurinista: Caroleta Maurício e Flora Rebollo

Maquiadora: Gabriela Dominguez

Fotografia

Diretora de Fotografia: Wilssa Esser

Som

Técnico de Som: Gustavo Fioravante

Edição e Desenho de Som: Pedro Durães

Montagem

Montador: Fabian Remy

Identidade Visual e Animações: Raul Luna

 

 

Tags: