Grupo Viva Historia Viva / Narração Oral Tradicional de Porto Feliz lança a ação cultural ‘Fique em casa , Salve vidas’

08/04/2020 09:05

A diretora Lourdes Kerche e a produtora cultural  profª Sonia Jaqueline Oliveira iniciaram  uma campanha pelas redes sociais via facebook, no final de março

A diretora Lourdes Kerche e a produtora cultural  profª Sonia Jaqueline Oliveira do grupo Viva Historia Viva / Narração Oral Tradicional de Porto Feliz, iniciaram  uma campanha pelas redes sociais via facebook , no final de março.
Os artistas porto-felicenses crianças,  jovens e adultos são convidados a narrar histórias em suas casas gravando um vídeo  ,  causos lendas dos nossos ancestrais os quais enviam para produtora e  são editados, postados todos os dias na página do grupo, no final da história o ouvinte recebe a mensagem sobre prevenção do  coronavírus a qual ficou conhecida como COVID-19.
“Foi uma maneira que encontramos de reinventar o jeito de narramos nossas histórias ocupando o tempo das pessoas para ficar em casa,  colaborando com a prevenção desta doença chamando atenção no final do vídeo para os cuidados necessários , está doença  tão triste que vem assustando a todos … o mundo”, finalizou as organizadoras.
Para conferir as histórias já postadas é só entrar na página do grupo:
Sobre a doença:
O que é coronavírus?
É um vírus que tem causado doença respiratória —a covid-19— pelo agente coronavírus, recentemente identificado na China.
Os coronavírus são uma grande família viral, conhecidos desde meados de 1960, que causam infecções respiratórias em seres humanos e em animais. Geralmente, infecções por coronavírus causam doenças respiratórias leves a moderadas, semelhantes a um resfriado comum. Alguns coronavírus podem causar doenças graves com impacto importante em termos de saúde pública, como a Sars (Síndrome Respiratória Aguda Grave), identificada em 2002 e a Mers (Síndrome Respiratória do Oriente Médio), identificada em 2012.
Por que a doença foi batizada de covid-19? “Co” significa corona, “vi” vem de vírus, e “d” representa “doença”. O número 19 indica o ano de sua aparição, 2019. Esse nome substitui o de 2019-nCoV, decidido provisoriamente após o surgimento da doença respiratória. O novo nome foi escolhido por ser fácil de pronunciar e não ter referência estigmatizante a um país ou a uma população em particular…” Veja mais em https://www.uol.com.br/vivabem

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Tags: