Grupo de dança da cidade goiana de Nova Veneza estreia com apresentação da tradicional tarantela na abertura do Festival Italiano

03/08/2022 10:05

Em Goiás, prefeitura de Nova Veneza investe na dança italiana para os jovens da cidade. Estreia do grupo será na abertura do 16º Festival Italiano de Nova Veneza, no dia 4 de agosto

Ao pensar em referências italianas, geralmente lembramos de comidas deliciosas, família reunida e, claro, às danças alegres e ritmadas, a exemplo da tarantela. A retomada do Festival Italiano de Nova Veneza, suspenso por dois anos em decorrência da pandemia de Covid-19, contará com uma novidade: a estreia do grupo de danças típicas integrado por adolescentes da cidade. Quatorze integrantes, de 10 a 14 anos, estão se preparando para a apresentação, que será um medley na abertura do show do cantor Sérgio Reis, no primeiro dia do festival.

A festa, que será realizada entre 4 a 7 de agosto e reforça a importância da cultura italiana, tem realização da Prefeitura de Nova Veneza, com patrocínio da Enel Distribuição Goiás, por meio da Lei de Incentivo à Cultura/Goyazes. Tem também apoio da Câmara Municipal da cidade, Governo de Goiás, Secretaria de Estado da Cultura, tendo como correalizador o Sesc-GO.

A coreografia é uma tarantela. A narrativa da dança remete à história da imigração italiana no Brasil – que está intimamente ligada à história de Nova Veneza, em Goiás, que foi erguida com a chegada de colonos italianos por volta de 1910. “Contaremos com os movimentos desde a saída dos imigrantes italianos da Europa, até a chegada deles no Brasil, a adaptação ao clima brasileiro e ao solo diferente”, diz o coreógrafo Jamerson Lima, convidado pela Prefeitura de Nova Veneza para coordenar o grupo.

Futuro

A meta é dar continuidade aos ensaios para o desenvolvimento e consolidação da dança em Nova Veneza, sob os cuidados de Jamerson Lima, que também tem experiência como bailarino e já participou dos principais festivais de dança e grandes eventos do País, como o Criança Esperança e no Natal de Gramado.

“Estou lisonjeado com a oportunidade. Esse é o primeiro grupo de dança tradicional de Nova Veneza, com o intuito de consolidar essa cultura italiana e essa será a primeira experiência dessas crianças pisando no palco. Eles estão muito dedicados, estamos ensaiando há pouco mais de um mês, mas a expectativa é de sucesso. Além disso, existe todo um trabalho de backstage para que essa apresentação aconteça, cada família está empenhada, eles [os alunos] passam muitas horas no ensaio, então envolve uma grande logística, mexe com a estrutura deles, mas estamos muito animados”, diz Jamerson.

Maria Heloísa da Silva, de 12 anos, é uma das integrantes do grupo, coordenado por Jamerson. Pela primeira vez no grupo de dança e também no Festival Italiano, resolveu conhecer mais sobre a cultura italiana através da dança. “Eu estava interessada em aprender coisas novas”, lembra, ao comentar o motivo de participar do evento.

Sentimento compartilhado por Natália Vieira, de 17 anos, que teve oportunidade de dançar ballet quando criança e resolveu ingressar na tarantela, após um convite. “Eu dançava ballet quando tinha 7 anos, parei e retornei aos 11 anos. Mas só aqui em Nova Veneza, tive a oportunidade de conhecer a dança italiana”. A jovem diz que além disso, o grupo possibilitou que ela fizesse novos amigos. “Se eu não tivesse entrado no grupo, não teria conhecido as meninas e feito tantas amizades”, completa Natália.

Já Luana Clara Pereira de Souza, de 13 anos, que já dançou italiano, tem a  oportunidade de voltar para os palcos este ano. Animada para o evento, ela está na expectativa para chegar o dia da apresentação. “O coração sempre acelera e dá aquele friozinho na barriga nas vésperas do Festival.”

Sobre o 16º Festival Italiano de Nova Veneza

O tema do 16ª edição do Festival Italiano de Nova Veneza é “Uma boa massa, bom vinho e, claro, uma boa companhia” porque, de acordo com o prefeito da cidade, Valdemar Batista Costa, a intenção é estimular a confraternização entre as pessoas, que ficaram tanto tempo afastadas. “Nosso festival é um ambiente alegre, familiar e de mesa farta, ingredientes que temperam os reencontros entre as famílias”, disse.

A programação de 2022 trará não somente gastronomia, mas muitas atrações artísticas para retratar a cultura italiana e um pouco também de sua mistura com a cultura goiana. Para mais informações sobre a programação de cada dia,  acesse: www.festivalitalianonovavenezago.com.

A 16ª edição do Festival conta também com o apoio das empresas parceiras: Constru+ Incorporadora, São Salvador Alimentos, Super Frango, Boua, Bonare, Galo, Renata, Di-Cheff, Fecomércio-GO, Lucas Gás, Interseg Turbo, Quinta do Morgado vinhos e sucos, Cordelier vinhos e espumantes, Ríboli Representações e Sicoob Credicapa.

Sobre Nova Veneza, em Goiás

Um pedacinho da Itália, na região Centro-Oeste do Brasil. Assim é Nova Veneza, com fortes costumes e cultura italiana. A pequena cidade, com pouco mais de nove mil habitantes, é a maior representação da imigração italiana da região central do País e esconde uma rica história cultural. Cerca de 60% de seus moradores são descendentes de italianos, que migraram para a região há mais de 100 anos.  O número expressivo dos estrangeiros fez com que a localidade fosse chamada de “Colônia dos Italianos” até 1958, quando passou a ser batizada de Nova Veneza.

 

Tags: