Glenda Brum: ‘A magia de viver’

05/01/2022 23:28

Glenda Brum

A magia de viver

A criança sorri despreocupada e feliz, vivendo o presente. Também sonha e tem mil planos para o futuro. Há espaço para os dois em seu coração. E faz as duas coisas de forma muito intensa.

Da mesma forma, os anciãos vivem seu presente o melhor possível, pois não sabem quanto tempo ainda terão. Querem aproveitar ao máximo a vida, pois reconhecem o seu valor inestimável. Sabendo que o tempo é limitado, deleitam-se em recordar e tentar acertar pendências deixadas no passado. E a esperança os faz ainda projetar um futuro, que não sabem se chegará.

Entre um e o outro grupo, se encontram adolescentes e jovens, que se apegam ao não saber, ao ser difícil, a ideia de que há um tempo enorme e tudo pode ser deixado para depois. E os adultos, que possuem a certeza de que o tempo é limitado e tudo precisa ser feito para ontem. Correm o dia inteiro, às vezes a noite também, para fazer, construir, multiplicar, mostrar, aparecer e se exaurir. Esses três grupos, adolescentes, jovens e adultos, não possuem a perspectiva de que viver plenamente o hoje, seja o mais importante.

Esse viver plenamente, que crianças e anciãos conhecem, deveria ser resgatado e vivido por todos. Eles amam sem restrições. Expressam suas emoções sem envergonhar-se delas, e principalmente, sem colocar dificuldades à frente de tudo pelo caminho.

Aprender a viver plenamente, sem supervalorizar as tristezas e os problemas, encarando-os como desafios normais da jornada e como oportunidades de melhorar e crescer na experiência de viver, são o maior desafio de cada ser humano que vive.

Viva! Viva plenamente!

Sorria! Sorria até das desgraças, porque elas ensinam.

Ame! Ame sem reservas, porque é o ingrediente mágico, que faz a vida valer a pena.

 

Glenda Brum

glendabrum@gmail.com

 

 

 

 

 

 

Tags: