Genealogia: informações sobre a família Meira

18/03/2019 09:26

Afrânio Franco de Oliveira Mello

ATENDIMENTO NÚMERO 1105

Prezado Matheus, bom dia.

Em atenção ao seu pedido de Genealogia do sobrenome MEIRA, estou enviado o arquivo:

MEIRA……………….11 páginas e 1 brasão e mais 2 em separado para confeção de quadros. Ficam muito bonito.

O sobrenome MEIRA está em Itapetininga desde o ano de 1770, com DOMINGOS DE MEIRA.

Ele vendeu um sítio ao fundador de Itapetininga, DOMINGOS JOSÉ VIEIRA.

Foi um dos primeiros negócios imobiliários da cidade.Veja o ano.

A propriedade era nos arredores do atual REGISTRO VELHO.

No arquivo que só você recebe, tem a associação desse sobrenome com diversos outros.

Importantes polícitos brasileiros adotam esse sobrenome.

Veja a genealogia dos MEIRA na Bahia. É significativa.

TODOS OS MEIRA DE ITAPETININGA,GUAREI E ANGATUBA são desdencentes de DOMINGOS DE MEIRA.

Ele era o dono de uma SESMARIA de 6 por 6 léguas, o que dá uma propriedade de 36 por 36 quilometos.

Região das três cidades citadas.

Abaixo um pequeno resumo extraído do arquivo principal.

Espero que aumente o seu conhecimentos sobre suas raízes.

Este ano será lançados o livro “ Eu e os Meus – Corrêa Franco e Meira “, de minha autoria.

Abraços

Afrânio Franco de Oliveira Mello
afraniomello@itapetininga.com.br

Observação:
“Estas informações estão sendo fornecidas gratuitamente
e serão publicadas na edição virtual do Jornal Cultural
ROL – (www.jornalrol.com.br).
A não concordância com esta publicação deve ser informada imediatamente.
Gratos”

 

 

 

 

 

 

 

Meira

sobrenome de origem galega. Sobrenome de raízes toponímicas, foi tirado da vila de Meira, na diocese de Tui, na Galiza. Fazem-na derivar de Rodrigo Afonso da Meira, marido de D. Ourana Correia, filha de Paio Soares Gravel, com geração que deu continuidade a este apelido.

Na atualidade, são conhecidas pelo menos três famílias deste apelido a residir em Viana do Castelo sem que estejam estabelecidas relações de parentesco entre si.

Vem esta família de Pedro de Novais, o velho, rico-homem de D. Sancho II. Seu solar era junto à lagoa chamada Meira, donde nasce o rio Minho. Passou a Portugal Paio de Meira, no tempo de D. Diniz, fal. em 1325, rei de Portugal (Antenor Nascentes, II, 64). Brasil: Para o Brasil, em princípios do séc. XVII, vieram Marcos de Meira [1693- ?] e Luiz de Meira [1706- ?], filhos de Baltazar de Meira. Vieram ainda criança e foram habitar Serro Frio (Minas Gerais). Dali a família se ramificou e desceu até o Estado da Bahia. Um ramo ficou no Estado do Rio de Janeiro, onde viviam os Alves Meira, outro para São Paulo, onde existem os Meira Penteado, Meira Godói, Meira Botelho, etc. Na Cidade de Camamu (BA), nasceu Francisco Antunes Meira, em princípio do séc. XVIII o qual veio estabelecer-se na Paraíba do Norte e aí casou-se com D. Isabel Mariana de Castro. Deste casal descendem todos os Meiras do Norte do Brasil, hoje também dispersados pelo Sul do Brasil – do Pará ao Rio Grande do Sul (Anuário Genealógico Brasileiro, IV, 165). Antiga família de origem espanhola estabelecida em Minas Gerais, com ramificações na Bahia, onde chegou o capitão Francisco de Souza Meira, que do julgado de São Romão, em Minas Gerais, passou para a fazenda Brejo do Campo Seco, onde se estabeleceu, dando origem ao lugar de Bom Jesus dos Meiras, atual cidade de Brumado. Entre os seus descendentes, registra-se o filho, Rodrigo de Souza Meira Sertã, de quem descendem os Meira de Brumado, do seu casamento com Maria Carlota de Castro, filha de Joaquim Pereira de Castro, patriarca desta importante família Pereira de Castro (v.n.), da Bahia. Destes Meira descendem os Pinheiro Canguçu. Ainda, entre os membros desta família, registra-se Ana Joaquina de Santo Antonio Meira, do Brumado, cujos filhos foram os fundadores das famílias Cristal (v.s.) e Mirante (v.s.), ambas da Bahia [Arquivo do genealogista Jorge Ricardo Fonseca – Bahia]. Heráldica: um escudo em campo vermelho, com uma cruz florenciada e vazia, de ouro. Timbre: um galgo de negro, com língua e coleira de vermelho (Armando de Mattos – Brasonário de Portugal, II, 26).

 

 

 

From: matheus meira

Sent: Thursday, February 07, 2019 6:37 PM

To: afraniomello@itapetininga.com.br

Subject: Informações MEIRA

Boa noite Sr. Afranio, tudo bem ?

Teria como me enviar algumas informações sobre o sobrenome que levo, MEIRA, para eu saber mais sobre e mostrar para minha família ?

Quando terminará seu livro ? Quero poder ter a oportunidade de ler.

 

Obrigado

Att.

Matheus

Tags: