Genealogia: INFORMAÇÕES SOBRE A FAMILIA CLAVIVOS

02/04/2015 21:46

Afrânio Mello – ATENDIMENTO NÚMERO 452

Caro Rangel,

 

Enquanto não termino as pesquias de Feu e Rôa , encaminho para seu conhecimento o arquivo do sobrenome CLAVIJOS/CLAVIJO e CLABIBOS.

Espero que fique contente pois já tem,ao menos, um pouco de informações sobre o SOBRENOME.

 

Forte abraço

 

Afrânio Franco de Oliveira Mello

IHGGI / ROL – Jornal on Line.

 

 

ClavivosClavivos, aportuguesamento do Espanhol Clavijos/Clavijo. A opinião dos genealogistas é que este sobrenome proceda da vila assim chamada, Clavijo, na província de La Rioja, donde foi estendendo-se por outros povoados da Espanha. Interessante destacar que um ramo da linhagem Clavijo viveu na ilha de Lanzarote, a qual peretenceu a Dom Salvador Clavijo y Miranda, Cavaleiro Cadete das Reales Compañias de Guardiamarinas Españolas, em 1795, acreditando antes sua nobreza. Da família que se estabeleceu em Córdoba, tem que destacar a Dom Sancho de Clavijo, que passou para o Novo Mundo em 1532, sendo nomeado Governador do Panamá. Entre os conquistadores de Nova Espanha figuram Dom Diego e Dom Juan Clavijo.

Clavivos1

Na província de Logoroño existe um povo chamado Clavijo, que na época da invasão árabe havia um castelo (imagem) do qual ainda existe ruínas. Este povo vivia nas montanhas e há relatos que em noites claras se comunicavam por meio de fogueiras com castelos similares existentes nas montanhas de Navarra e Aragón. As lendas contam que nas ladeiras adjacentes se desenvolveu uma grande batalha entre mouros e asturianos.

Clavivos2

A História conta que o exército asturiano estava rodeado pelos mouros no ano de 844. Na batalha, cujo episódio definitivo se esperava ao dia seguinte, aparecia muito mal para o exército de Ramiro I, rei das Astúrias (imagem). Os conselheiros do rei “montañes” aconselhavam a retirada até o Camero Viejo a espera de reforços. A noite véspera da batalha, foi muito longa. O rei Ramiro I sonhou como a muito tempo não sonhava. Em seu sonho via a San Santiago, vitorioso, ajudando ao exército cristão.

Clavivos3jpg

Chegou a hora da luta. O rei Ramiro I, seguro da vitória, mandou atacar. A duríssima contenda durou toda a manhã e toda a tarde daquele dia 22 de maio de 844. Ninguém dos exércitos dava sinais de cansaço. De pronto um grito unânime: Santiago! Santiago! O exército cristão redobrou suas energias. O triunfo parecia inclinar-se do lado das hostes de Ramiro I, mas a noite se aproximava:
– Senhor – disse Dom Sancho – a vitória é quase nossa, mas a noite impedirá que esta seja definitiva. Somente temos uma solução: Invocar a Virgem para que ela detenha o dia até que acabemos com os pagãos.
O rei, cravou sua espada no solo e invocou a Maria:
– Nossa Senhora: Detém teu dia! Detén teu dia!
No monte Laturce apareceu uma mulher de branco que, com um gesto, deteve o Sol no horizonte. Desta maneira, triunfaram plenamente os asturianos na batalha de Clavijo.

Clavivos4.jpg
José Viera y Clavijo (Imagem), nascido em Realejo Alto (Los Realejos), Tenerife, em 28.12.1731. Faleceu em Las Palmas da Gran Canária em 21.02.1813. Viera Clavijo não é somente o máximo expoente da ilustração das Ilhas Canárias, mas também um dos maiores representantes da ilustração na Espanha. Algumas de suas obras “Historia General de las Islas Canarias, Historia Natural de las Islas Canarias,…” são referências obrigatórias para historiadores e botânicos. Escreveu, ademais, o primeiro periódico manuscrito das Canárias (Papel Hebdomadario). Igualmente, publicou obras de grande interesse sobre didática, física experimental, inventos científicos, poesia, prosa e traduções. É considerado um os pioneiros da Ecologia. Sua condição de religiosos não lhe impediu combater as superstições e as milagreiras. Seu espírito crítico e ilustrado levou=lhe a chocar com a Inquisição Católica.

 

Registra-se Antonio Segundo Clavijo, nascido em 04.06.1766, San Estéban, Valladolid, Espanha; filho de Pedro Clavijo e Antonia Benito de La Quintana; neto paterno de Joseph Clavixo e Angela Prieto e neto materno de Manuel Benito de La Quintanda e Barbara Del Sol.

 

Registra-se Pedro Clavijo, nascido em 19.04.1791, San Miguel, San Julian, Valladolid; filho de Andrés Martin e Rafaela Clavijo; neto paterno de Andrés Martin e Florenciana Venavente e neto materno de Pedro Clavijo e Antonia de La Quitanda.

 

Registra-se Maria Clavijo, nascida em 06.10.1606, Valladolid, Espanha; filha de Francisco Clavijo e Ysabel Martines.

 

Registra-se Beatriz Clavijo, nascida e, 20.09.1552, Valladolid, Espanha; filha de Gaspar Clavijo e Leonor Beltran.

 

Tags: