Genealogia: Afrânio Mello fornece informações sobre as famílias CAMPOS e DOMINGUES

31/10/2018 10:05

Afrânio Franco de Oliveira Mello – ATENDIMENTOS NÚMEROS 1078 E 1079

Prezado Prof.Dirceu, boa tarde.

Atendendo sua solicitação encaminho os arquivos dos sobrenomes CAMPOS e o do DOMINGUES.

CAMPOS………………….. 12 páginas e 15 brasões portugueses e espanhóis ;

DOMINGUES…………….   1/2 página e com 6 brasões em separado.

Abaixo um extrato do arquivo principal com os respectivos brasões.

No sobrenome Campos tem a associação desse sobrenome com outros as outras origens :

Linha Indígena

Cristãos Novos

Nobreza Titular

Heráldica(Castela)

clip_image002    clip_image004    clip_image002[4] Campos

sobrenome de raiz naturalmente toponímica, Campo e Campos é um único sobrenome se bem com a variante do plural. Uma das famílias que o adotaram por sobrenome é de origem espanhola, tendo passado a Portugal um ramo em finais do séc. XIV, aqui se ligando por casamento a famílias de boa e comprovada nobreza. Acima o brasão português e abaixo o espanhol.

  • Diversa é a origem portuguesa de Campos, que os genealogistas fazem derivar de Martim de Campos, cavaleiro que foi contemporâneo do rei Dom Afonso III.
  • A Gonçalo Vaz de Campos, escudeiro de Dom Frei Vasco de Ataíde, prior da Ordem do Hospital, concedeu Dom Afonso V, em recompensa pelos serviços prestados na conquista de Alcácer, carta de armas novas.

Procede esta família da comarca conhecida na antigüidade com o nome de «Campi Gotorum», que compreendia o que depois se chamou “Terra de Campos”, pertencente às províncias de Palencia, Leão e Valladolid (Espanha). Portugal: o genealogista português Manuel José Felgueiras Gayo [1750-1831], em sua obra Nobiliário das Famílias de Portugal, dedica-se ao estudo desta família, onde apresenta 9 origens para esta família em Portugal, na sua maior parte de origem espanhola. Entre elas, a família de Martim de Campos, que viveu na prov. do Minho, no tempo de D. Afonso III, rei de Portugal, em 1245. Era Senhor do Casal do Cortinal, e quinto avô de Gonçalo Vaz de Campos, escudeiro do prior de Crato, que obteve brasão de armas (Anuário Genealógico Latino, I, 25, 27; e Gayo, Campos, Tomo VIII, § 4, 116). O genealogista, magistrado e escritor, Cristóvão Alão de Moraes [1632-], em sua valiosa obra Pedatura Lusitana-Hispanica, composta em 1667, dedica-se ao estudo desta família [Alão de Moraes – Pedatura, I, 1.º, 353; III, 1.º, 450; 2.º, 390; IV, 2.º, 267]. Galiza: o genealogista Frei José S. Crespo Pozo, O. de M., em sua obra Linajes y Blasones de Galicia, dedica-se ao estudo desta família [Pozo – Linajes de Galícia]. Brasil: Numerosas foram as famílias, que passaram com este sobrenome para diversas partes do Brasil, em várias ocasiões. Não se pode considerar que todos os Campos existentes no Brasil, mesmo procedentes de Portugal, sejam parentes, porque são inúmeras as famílias que adotaram este sobrenome pela simples razão de ser de origem geográfica, ou seja, tirado do lugar de Campos. O mesmo se aplica no campo da heráldica. Jamais se pode considerar que uma Carta de Brasão de Armas de um antigo Campos, se estenda a todos aqueles que apresentam este mesmo sobrenome, porque não possuem a mesma origem. Pode-se exemplificar esta origem totalmente diversa, no caso de São Paulo, cujos detalhes são apresentados adiante. No Rio de Janeiro, entre as mais antigas, está a de Domingos de Campos [c.1610- ?], que deixou descendência, a partir de 1641, com Maria [ilegível] (Rheingantz, I, 287).

==============================================================================================================

 

image

 

Tratando-se de um patronímico (filhos de Domingos) são numerosas as famílias que adoptaram este nome

por apelido sem que tenham nenhuns laços de parentesco entre si.

A uns Domingues, talvez que originalmente ligados aos Gralhos e, portanto, saídos do Alentejo, se conhece

a genealogia.

Estabelecidos na região de Chaves, os seus membros trataram-se sempre «à lei da nobreza», alcançando a

nomeação para familiares do Santo Oficio, os hábitos de Santiago e a eleição para cargos da governança.

Além disso, lograram unir-se matrimonialmente com famílias de boa nobreza com as dos Borges e São Payos,

sendo hoje representado pelos Viscondes da Silveira.

Armas

 

 

Não se lhes conhece representações heráldicas

Cargos e Profissões

 

Familiares do Santo Ofício

 

==============================================================================================================

 

Dirceu , meu grande abraço e os meus respeitos.

Afrânio Franco de Oliveira Mello
afraniomello@itapetininga.com.br

Observação:
“Estas informações estão sendo fornecidas gratuitamente
e serão publicadas na edição virtual do Jornal Cultural
ROL – (www.jornalrol.com.br).
A não concordância com esta publicação deve ser informada imediatamente.
Gratos”

From: dirceusorocabana@bol.com.br

Sent: Wednesday, October 24, 2018 5:40 PM

To: afraniomello@itapetininga.com.br

Subject: BRASÃO DA FAMÍLIA CAMPOS

 

SOLICITO ENVIAR O BRASÃO DA FAMILIA CAMPOS SE POSSÍVEL A GENEOLOGIA

Tags: