Genealogia: Afrânio Mello fornece informações sobre a família Pinheiro

25/01/2021 16:30

Afrânio Franco de Oliveira Mello
Eleito em 2017/8 como um dos Melhores do Ano do Jornal Cultural ROL na categoria Melhor Genealogista e em
2018 nas categorias Melhor Escritor e Melhor colunista de Jornal Virtual

Afrânio Mello fornece informações sobre a família PINHEIRO

ATENDIMENTO NÚMERO 1.320

Prezado Lázaro, como vai.

Encaminho para o seu estudo o arquivo que tenho do sobrenome PINHEIRO.

PINHEIRO………………….. 15 páginas e 6 brasões. ( EM WORD )

Abaixo um resumo do arquivo principal para os leitores do Jornal Rol.

O principal segue só no seu endereço.

Um dos mais importantes sobrenomes da Genealogia Brasileira. Tem associações com outros sobrenome de grande importância em nossa história.

Pinheiro Bittencourt

Pinheiro Cardoso

Pinheiro da Câmara

Pinheiro da Conta

Pinheiro da Fontoura

Pinheiro da Silva

Pinheiro de Lemos

Pinheiro de Mariz

Pinheiro de Oliveira

Pinheiro de Vasconcelos

Pinheiro Guimarães

Pinheiro Lobo

Pinheiro Machado ( GRANDE NOME DA NOSSA HISTÓRIA – SENADOR PINHEIRO MACHADO )

Pinheiro Montarroio

Viscondessa de Pinheiro

Pinheiro de Souza

       

Pinheiro, sobrenome de origem portuguesa. Nome de raízes toponímicas, embora se não saiba com precisão de qual entre as muitas terras com esta designação foi ele tirado. É apelido de família muito antigo, conhecendo-se já no século XIII indivíduos a usá-lo.

Da sua linhagem parece ter saído a dos Outiz: Gomes Nunes de Outiz, senhor de uma quinta deste nome, cavaleiro de um escudo e de uma lança como diz o conde D. Pedro, parece ter sido neto de Pedro Afonso Pinheiro aquI em o rei D. Afonso III deu uns pardieiros em Santarém, e este talvez fosse filho de Afonso Pinheiro, morador na província do Minho no ano de 1301, onde defendia por honra o lugar de Rebordões, na freguesia de Insalde, concelho de Paredes de Coura, por aí se haver criado certamente um filho seu.

Gomes Nunes de Outiz casou com D. Melícia Fernandes Camelo, filha de Fernão Gonçalves Camelo e de D. Constança Pires de Arganil, e teve por filhos a Estevão Gomes de Outiz, contemporâneo do rei D. Pedro I, a Pedro Gomes Pinheiro, com geração que se extinguiu, e a Tristão Gomes Pinheiro, casado em Barcelos onde deixou geração.

Daquele Estevão Gomes de Outiz ficou geração que continuou o apelido de Outiz, mas houve também a João Esteves Pinheiro e D. Mór Esteves Pinheiro, que acabou por suceder em grande parte da casa paterna e casou com Martim Lopes ou Gomes Lobo, ouvidor-geral das terras de D. Afonso, 1º duque de Bragança, e que se diz também ter sido alcaide-mór de Barcelos, deste casamento descendendo muita e ilustre geração que usou o apelido de Pinheiro.

De pinheiro, subst. comum (Antenor Nascentes, II, 243). Outros fazem uma corrupção do antiquíssimo apelido Pinario, de Roma. Esta família vem dos Pinarios romanos que era uma das linhagem mais ilustres e já conhecida como nobre no tempo de Evandro, que começou a reinar na Itália no ano de 1241 antes de Cristo. Tristão Gomes Pinheiro, cavaleiro galego, fez os muros de Barcelos, por mandado do duque D. Afonso. Quem? Tiveram morgado em Barcelos, onde exerceram o cargo de alcaide-mor (Anuário Genealógico Latino, I, 77). Portugal: Sobre a origem genealógica desta família, escreveu o dicionarista português, Pinho Leal, em sua obra Portugal Antigo e Moderno – Diccionario, datado de 1874: Pinheiro é um appellido nobre em Portugal. Procede de uma Quinta chamada do Pinheiro (em Hespanha) por haver alli um pinheiro de prodigiosa grandeza. O primeiro que em Portugal usou deste appellido, foi Tristão Gomes Pinheiro, fidalgo galego, que vindo para Portugal, foi mandado construir as muralhas de Barcellos, por ordem do duque D. Affonso, e alli estabeleceu morgado; e onde seus descendentes foram alcaides-mores [Pinho Leal -Diccionário, II, 161].

Solar dos Pinheiros, em Barcelos

Solar dos Pinheiros, em Barcelos

Títulos, Morgados e Senhorios

Barões de Vila Verde

Condes da Serra da Tourega

Condes de Arnoso

Senhores da Casa da Costa

Viscondes da Corujeira

Viscondes da Serra da Tourega

Viscondes de Arneirós

Viscondes de Degracias

Viscondes de Pindela

Viscondes de Vila Verde

Cargos e Profissões no Reino de Portugal

Alcaides de Barcelos

Médicos

TEMOS AINDA :

Linha Indígena

Linha africana

Heráldica

Armas

Você tem um belo arquivo para os seus estudos.

Espero que goste.

Abraços

Afrânio Franco de Oliveira Mello

afrânio@tintaspig.com.br

Print Friendly, PDF & EmailIMPRIMIR

Tags: