Genealogia: Afrânio Mello fornece informações sobre a família Olite

08/06/2020 10:57

Afrânio Franco de Oliveira Mello
Eleito em 2017/8 como um dos Melhores do Ano do Jornal Cultural ROL na categoria Melhor Genealogista e em
2018 nas categorias Melhor Escritor e Melhor colunista de Jornal Virtual

Afrânio Mello fornece informações sobre a família Olite

ATENDIMENTO NÚMERO 1.235

Prezados Hélio e Sra.Gleice Soares,
Em atendimento ao pedido do meu amigo e Editor do ROL – Região On Line, fiz a pesquisa
do sobrenome OLITE nos arquivos Genealógicos e na Internet e passo para o seu conhecimento.
OLITE………….. 6 páginas  e 1 brasão.
Nas origens do sobrenome OLITE  tem nomes mas, de muito tempo passado que
não deve se referir as pessoas atuais.
Muito difícil fazer essa ligação.
Mas, sempre é uma referência.
Encontrei um Edital de casamento de um filho da senhora Ligya Olite de Moura na internt.
Tem muitas outras anotações.
Como não tenho o seu endereço de e-mail estou copiando o Sr. Hélio, para ele fazer a
gentileza de fazer chegar em suas mãos.
Abaixo um resumo tirado do arquivo principal que segue no endereço principal.
Veja que no arquivo que pesquisei tem uma anotação de um processo de sucessão da Sra.
Carlota que deve ser pesquisado pela família.

Olite, sobrenome de origem espanhola. O sobrenome é de origem toponímica oriunda do antigo reino de Navarra entre a Espanha e França.

Na cidade de Olite (cujo nome levou), da parte judicial de Tafalla (Navarra). A linhagem é muito antiga, como evidenciado por estar entre os principais conquistadores de Baeza (Jaén), o cavaleiro Gil de Olite, que foi chamado Torre de Olite um dos que estavam na cidade. Esse famoso guerreiro é considerado desde então em Baeza e Ubeda, luxuoso em homens ilustres e trabalhadores, que se destacaram na reconquista da Andaluzia e depois nas empresas da América. Alguns foram para Portugal. Disse Gil de Olite, conquistador de Baeza, foi o ancestral de Gonzalo Gil de Olite, estabelecido em Baeza, pai de Ximén González de Olite, um cavaleiro muito importante da cidade, pai de Martín Gil de Olite e Gonzalo García de Olite. Desses dois irmãos, descendem-se os sobrenomes da Andaluzia e os que passaram por Portugal e América. O primeiro, Martín González de Olite, casou-se com Dona Sancha González de Gámez, filha de Sancho Díaz de Gámez e Dona Teresa González de Morales, Señores da Figueruela, que herdou Dona Sancha. Como não tiveram sucessão, venderam a Figueruela a Pedro Díaz de Quesada e a Dona Juana de Cárcamo, sua esposa, os Senhores da cidade de Garciez, e deixaram a fazenda de Torrubia para a igreja da Catedral de Baeza, como registrado em escritos antigos. O segundo, Gonzalez García de Olite, herdou a fazenda Corral Rubio e casou-se com Dona Leonor Ramírez de Dávalos, nascida dessa união Gil Ramírez de Dávalos, da qual descenderam todos os cavalheiros deste sobrenome que moravam em Baeza. … que Dona Sancha herdou.

Abaixo o Palácio Real de Olite, Navarra, Espanha

Espero que tenha ajudado e que a Sra. aproveite o arquivo que envio.

Abraços

Afrânio Franco de Oliveira Mello
afranio@tintaspig.com.br

Observação:
“Estas informações estão sendo fornecidas gratuitamente
e serão publicadas na edição virtual do Jornal Cultural
ROL – (www.jornalrol.com.br).
A não concordância com esta publicação deve ser informada imediatamente.
Gratos”

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Tags: