Genealogia: Afrânio Mello fornece informações sobre a família Marvila

13/06/2016 22:29

Afrânio Franco de Oliveira Mello: ATENDIMENTO NÚMERO 743

 

Prezada Lady Bug, boa noite.

É uma pena, mas não faço pesquisa de pessoas, principalmente os mais apurados

pois exige uma busca muito grande em Cartórios, Igrejas e Cemitérios e para isso

é preciso nomes completos de pai e mãe bem como datas de nascimento e de falecimento.

O faço para você é encaminhar o arquivo completo do sobrenome MARVILA.

MARVILA……………   3 páginas e 1 brasão.

Veja que no arquivo tem uma referência a uma Maria Rigali Marvila, anotado em vermelho e

o de uma família originária do Espírito Santo.

Creio que deva começar a procurar por essa família que é de data mais recente.

Espero ter contribuido com sua pesquisa.

Veja que tem um belo Brasão esse sobrenome.

Afrânio Franco de Oliveira Mello
IHGGI / ROL – Região On Line

 

 

 

clip_image002Marvila, Marvilla

sobrenome de origem portuguesa. Sobrenome de origem toponímica. Os primeiros que usaram esse sobrenome eram pessoas oriundas da freguesia de Marvila na região metropolitana de Lisboa, Portugal. O sobrenome se espalhou para outras regiões da Europa, especialmente Espanha e França.

Registra-se Francisca Rigali Marvila, nascida em 17.01.1853, La Jonquera, Gerona, Catalunha, Espanha; filha de Pedro Rigali Dautaner e Rosa Marvila Alvenir que nasceu em 1830, Bajés, França; filha de Francisco Marvila e Maria Alberni. Francisca teve os seguintes irmãos: Maria Rigali Marvila, nascida em 1855; Amadeo Rigali Marvila, nascido em 1857 e Isabel Rigali Marvila, nascida em 1860.

Registra-se Benedito Marvila, nascido em 26.12.1921, Vila de Itapemirim, Espírito Santo, Brasil e falecido em 06.06.1986, Cariacica, ES, Brasil; casou-se em 1949 com Madalena de Souza Pereira, Vila de Itapemirim, ES, Brasil.

Registra-se Giovanna Marvilla, nascida em 1818, Pozzallo, Ragusa, Itália; casou-se em 1838 com Calogero Antonio Scala. Teve três filhos: Natalia Scala, nascida em 1840, Antonio Scala, nascido em 1844 e Maria Scala, nascida em 1846.

Registra-se Baulina Marvilla, nascida em 1812, Pozzallo, Ragusa, Itália; casou-se em 1830 com Gavino Liagono Loremia.

Registra-se Hanna Marvilla, nascida em 1777, Inglaterra; casou-se em 1790 com Joseph Barkley na Pennsylvania, Estados Unidos. Faleceu em 25.07.1834, Edgar, Illinois, Estados Unidos. Teve um filho: Hugh Barkey, nascido em 1792, Pennsylvania, Estados Unidos.

 

Registra-se Olindo Antonio Marvilla, nascido em 04.07.1899, Itapemirim, ES, Brasil e falecido em 16.02.1982; filho de Emílio Antonio Marvilla, nascido em 1870, Itapemirim, ES, Brasil e Ana Maria do Espírito Santo, nascida em 1878, Itapemirim, ES, Brasil; casou-se em 1918 com Marphiza Trindade em Itapemirim, ES, Brasil.

Registra-se Ignes Margarida Leonida Marvilla, nascida por volta de 1850, Lisboa, Portugal, imigrou para o Rio de Janeiro, Brasil, em 1898, junto com seu esposo Pedro Carlos Ferreira, sua filha Maria Paulina Fernandes da Matta e seus netos, Carlos Frederico da Rocha, Antonio José Coelho da Rocha Sobrinho e Bernardina Maria da Cunha.

 

From: Lady Bug

Sent: Friday, June 03, 2016 12:31 AM

To: afranio@tintaspig.com.br ; Joana Duarte

Subject: A respeito da família Marvila.

 

Bom dia senhor Afrânio,

estou escrevendo esse e-mail porque em uma busca pela internet sobre a origem da minha família, encontrei uma página onde o senhor disponibilizava um relatório sobre a família Marvila ( http://www.jornalrol.com.br/genealogia-afranio-mello-fornece-informacoes-sobre-a-familia-marvila/ ). Gostaria de saber se o senhor poderia fazer um levantamento mais apurado sobre meus ancestrais em particular. Neste caso, seria sobre a família da minha avó paterna, Maria Marvila. Tudo o que sei sobre ela é que veio do ES para o RJ e como ela faleceu na minha infância, não pude descobrir mais sobre seu passado.

As informações que preciso é com relação aos pais dela, ou avós, se são imigrantes, pois estou interessada em solicitar a cidadania portuguesa.

Bom, se for possível, eu ficaria imensamente grata, mas se não for possível, eu entenderei perfeitamente também.

Agradeço desde já por sua atenção em ler esse e-mail de uma desconhecida.

Att,

Joana Duarte.

Tags: