Genealogia: Afrânio Mello fornece informações sobre a família Giolo

03/12/2020 18:01

Afrânio Franco de Oliveira Mello
Eleito em 2017/8 como um dos Melhores do Ano do Jornal Cultural ROL na categoria Melhor Genealogista e em
2018 nas categorias Melhor Escritor e Melhor colunista de Jornal Virtual

Afrânio Mello fornece informações sobre a família GIOLO

ATENDIMENTO Nº 1305

Prezado Murilo, bom dia.

Demorou um pouco mas ,finalmente, estou enviado para você o arquivo do sobrenome GIOLO.

Veja que no arquivo grafado em vermelho tem nomes que você menciona em seu pedido.

É pequeno mas significativo.

Veja que interessante, pois tem outras duas grafias do sobrenome, com duas letra L e Ciolo.

GIOLO…………….4 páginas e 1 brasão e, anexado, um brasão a parte para confecção de quadro.

No arquivo tem três mapas da Itália com a localização de onde habitam pessoas com esse sobrenome.

Giolo, Giollo, Ciolo, sobrenome de origem italiana. Provavelmente uma variação dialetal do sobrenome Gioia. Gioia vem do franco antigo joie “alegria” e também “joia, pedras preciosas” O sobrenome pode se originar de nome próprio conferido a filha que é e sempre será uma joia ou grande alegria para a família, sendo nesse caso classificado como matromínico. Pode ser toponímico, pessoa oriunda de várias cidades italianas chamada Gioia, estas cidades vem do Latim medieval Jovis, que significa dedicada a Júpiter, principal deidade Romana. Outras variantes: Gioio, Gioioso, Gioielli, Gioiella. Alguns genealogistas atribuem a origem aos Ciolo.

Com o Decreto Ministerial de 28 de dezembro de 1901, o Sr. Vincenzo Giolo (ou Ciolo), ex-deputado ao Parlamento, senador do Reino da Itália, como marido de Maria Raffaella Riccio, foi autorizado a assumir os títulos de Conde del Piano, barão de San Gioacchino, barão e senhor da salina de Reda e senhor da Gabelle da Pescheria de Trapani. A esta família pertencia o título de Conde, título que os imperadores costumavam dar aos que estavam ao seu lado. Destes condes foram escolhidos aqueles que estavam destinados a supervisionar os escritórios do palácio real, e outros foram enviados para o governo das províncias do império e para guardar as fronteiras.
Brasão da Família: Coluna do azul à prata, fundada na paisagem negra, acompanhada, à direita, por três estrelas de seis raios dourados, mal ordenados à esquerda por um leão dourado, língua de vermelho, com o sol de vermelho, horizontal à direita. Giolo é o 155.086º sobrenome mais comum do mundo. No mundo há registro de pessoas que usam Giolo como sobrenome principal ou secundário: Itália cerca de 1.571pessoas. Brasil cerca e 1.069 pessoas. Argentina cerca de 109 pessoas. Suíça cerca de 34 pessoas. Estados Unidos cerca de 13 pessoas.

Registra-se Angelica Anna Maria Giolo, nascida em 26.01.1878, Veneza, Vêneto, Itália; filha de Maria Rosaria Perini e Pietro Giolo. Registra-se Fortunato Giolo, nascido em 10.07.1862, Cona, Vêneto, Itália e falecido em 07.06.1941; filho de Elisabetta Marcato e Angelo Giolo. Registra-se Belmiro Giolo, nascido em 01.06.1917, Araguari, MG, Brasil e falecido em 1990. Registra-se Maria Giolo, nascida em 03.08.1852, Gorgo, Padova, Vêneto, Itália; filha de Marianna Ongarato e Giacomo Giolo; casou-se em 02.10.1871 com Natale Bertipaglia em Bertipaglia, Maserà, Padova, Vêneto, Itália. Registra-se Giovanni Giolo, nascido em 1827, Padova, Vêneto, Itália; casou-se em 1850 com Giuditta Trevisan; Teve um filho Santo Zanone Giolo, nascido em 1866, Pasana Maggiore, Padova, Vêneto, Itália (ele casou-se em Genoveffa Barbiero). Registra-se Giacomo Giolo, nascido em 08.11.1878, Cona, Vêneto, Itália; casou-se em 13.01.1901 com Elvira Mercede Pinato e faleceu em 15.04.1936; filho de Modesta Lazzarini e Antonio Giolo.

 

Afrânio Mello

afranio@tintaspig.com.br

 

 

 

 

 

 

Tags: