Genealogia: Afrânio Melllo fornece informações sobre a família CORRÊA

22/07/2016 09:49

Afrânio Franco de Oliveira Mello – ATENDIMENTO NÚMERO 758

 

Bom dia, Sérgio

Eu também sou de Família Corrêa. Minha mãe é Corrêa Franco.

Escrevi um livro sobre os Orsi e os Ramacciotti, outro ramo do lado da minha mãe.

Estou fazendo também Alves de Almeida e Oliveira Mello do lado do meu pai.

Tenho uma coluna no Rol-Região On Line que trata de Genealogia.

Estou enviando para você,o arquivo do Sobrenome Corrêa.

Tem duas grafias Correia e Corrêa sendo as duas corretas.

Esses arquivo tem trinta páginas e oito brasões , tanto portugueses como espanhóis.

Envio também um de uma página do lado espanhol.

Abaixo um pequeno resumo e o brasão tirados do arquivo principal.

Vou publicar no Rol (www.jornalrol.com.br)

Dentro de uns dias verifique.

Grande abraço.

 

Afrânio Franco de Oliveira Mello

 

 

 

image

Correia ou Corrêa

Grande e ilustre linhagem portuguesa, a sua genealogia pode traçar-se documentalmente desde épocas bastante remotas.

A ela pertenceu Dom Frei Paio Peres Correia, que foi mestre da Calatrava. É de admitir que o seu nome nascesse das armas que se sabe que usavam desde pelo menos a segunda metade do século XIII. O ramo dos Correias que conservou o senhorio do couto de Farelães – e que, pôr isso mesmo, eram designados pôr Correias de Farelães – aliou-se à linhagem dos Aguiares e comemorou tal ligação heraldicamente, tendo passado a usar outras armas.

Outro ramo (Belas) veio ligar-se com os Atouguias pelo casamento e, desse modo, a herdar o senhorio de Belas, pelo que passou a usar as armas daquela linhagem, com o timbre da sua. Antônio Correia, a quem fazem derivar dos Correias de Farelães, distinguiu-se muito na Índia, durante o governo de Diogo Lopes de Sequeira e foi capitão-mor de uma frota contra o Rei de Bahrem ou Bérem, a quem venceu. Pôr tal razão lhe deu o Rei Dom João III pôr carta de 14 de Janeiro de 1540 um «acrescentamento» honroso de armas.

Tags: