Fernando Matos: ‘Ainda não é a hora’

16/01/2022 03:28

Fernando Matos

Ainda não é a hora

Devemos ter cuidado como utilizamos o pincel da vida… Um detalhe poderá alterar a imagem por toda a eternidade. Novos alunos com novas expectativas e desafios, sim até porque noventa por cento deles já estão na área de saúde há muito tempo. O setor de emergência é sempre uma caixa de grandes surpresas e durante um plantão qualquer acontecimento poderá se transformar em um grande ensinamento.

Chegou a nossas mãos um paciente que havia tentado suicídio e nesse momento começamos a correr contra o tempo para reverter o quadro crítico. Na minha equipe de alunos havia pessoas que já trabalhavam como técnicos em enfermagem nas áreas de trauma e resgate, estando naquele momento participando do estágio de graduação para galgar mais um grande degrau na carreira profissional. Posicionamo-nos cada um no seu lugar de atuação, alguns tentando acesso venoso periférico, outros realizando aspiração de secreções uma vez que a vítima havia ingerido algum tipo de veneno ainda não identificado. Para isso, outro aluno foi em busca dessa informação para podermos agir conforme o protocolo. Entretanto, a equipe médica parecia não haver passado por esse evento ainda e buscava informações médicas em aplicativos na rede de computadores. Tudo bem cada um na sua área e a nossa de Enfermagem estava agindo corretamente apenas aguardando as médicas para a realização da EOT (Entubação Endotraqueal). Na primeira tentativa não houve êxito e na agitação que é peculiar da emergência a médica fez outra EOT sem tirar a anterior o que causou espanto em toda a equipe de enfermagem. Os olhares falavam muito, “dizer ou não dizer” que algo estava errado, optamos por dizer em prol do paciente. Foi feito a correção e a EOT funcionando perfeitamente. Agora a passagem de SNG aberta para retirada de fluidos e certos tipos de procedimentos não adianta ficar tenso ou com pressa de resolvê-lo. A colega enfermeira do plantão, de tão nervosa, não obteve bom resultado, então me ofereci para passar tendo êxito apenas com a ajuda dos meus alunos de graduação. Depois de todo o procedimento feito nos reunimos e conversamos sobre o ocorrido, fazendo um estudo de caso ali ao vivo e na hora o que nos foi uma experiência inenarrável. Durante o restante do nosso plantão na emergência o paciente manteve-se em estado instável e aguardando vaga em alguma de UTI do Serviço Público.

Quando todos estavam distantes a conversar sobre o assunto, cheguei mais próximo daquele cidadão que tentara contra sua própria vida e disse-lhe baixinho: Ainda não é a hora e acredite, você se livrou de um enorme pesadelo espiritual. Que os Anjos de Luz lhe guiem e lhe orientem. Não vai ser nada fácil, contudo, poderia ser muito mais difícil… Fica com Deus.

 

Fernando Matos

Poeta e Enfermeiro Pernambucano

Dr h.c. em Arte e Poesia

Dr h.c. em Comunicação Social

Fonte: http://contosdaenfermagem.blogspot.com.br/

Foto: Google Imagens

 

 

 

 

 

 

Tags: