FEBACLA abre inscrições para o recebimento de propostas de Acadêmicos para ocuparem Cadeiras Patronímicas, com Título de Acadêmico Efetivo

07/01/2021 09:09

A Solenidade de Posse Acadêmica ocorrerá no dia 27 de março de 2021, às 16h, e será virtual, através do aplicativo Google Meet 

FEDERAÇÃO BRASILEIRA DOS ACADÊMICOS DAS CIÊNCIAS, LETRAS E ARTES
EDITAL DE POSSE ACADÊMICA Nº 0201.001/2021

A DIRETORIA EXECUTIVA da FEDERAÇÃO BRASILEIRA DOS ACADÊMICOS DAS CIÊNCIAS, LETRAS E ARTES – FEBACLA, no uso das atribuições que lhes são conferidas pelo Estatuto Social que disciplina o processo de provimento de vagas em suas cadeiras acadêmicas, faz saber a quem interessar que estão abertas as inscrições para recebimento de propostas de Acadêmicos para ocuparem Cadeiras Patronímicas, com Título de Acadêmico Efetivo, nas seguintes categorias:

– ACADÊMICO NACIONAL DE GRANDE HONRA

ACADÊMICO INTERNACIONAL

Poderá ser acadêmico escritores, artistas de relevo ou pessoa de notória cultura ligada a movimentos culturais de comprovada relevância. Também poderá ser Acadêmico Titular quem houver produzido trabalhos de valor literário, científico, cultural e/ou de pesquisa e/ou tiver prestado inestimáveis serviços à comunidade no exercício de cargos ou funções públicas e/ou privadas.

A qualidade de Acadêmico Nacional ou Internacional é vitalícia (Perpétua). As propostas dos candidatos deverão ser acompanhadas dos seguintes requisitos: Envio de uma minibiografia, uma foto, endereço completo e contatos telefônicos.

O ingresso em uma das CADEIRAS PATRONÍMICAS IMORTAIS possui custos de paramentos (confecção de Pelerine, Diploma de posse acadêmica, Diploma e Medalha Mérito Acadêmico).

 CATEGORIA ACADÊMICO NACIONAL DE GRANDE HONRA    

(ESTÃO DISPONÍVEIS AS SEGUINTES CADEIRAS)

Cadeira nº 21 Patrono ALDIR BLANC – Foi letrista, compositor e cronista brasileiro. Médico com especialização em psiquiatria, abandonou a profissão para se tornar compositor e um dos grandes letristas da história da música brasileira.

Cadeira nº 68 Patrono ANTÔNIO PARREIRAS – Foi um pintor, desenhista, ilustrador, escritor e professor brasileiro. Suas pinturas paisagistas podem ser consideradas como representação de paisagens e momentos, acontecimentos considerados sublimes.

Cadeira nº 69 Patrono OSCAR PEREIRA DA SILVA – Foi um pintor, desenhista, decorador e professor brasileiro da passagem do século XIX para o século XX.

Cadeira nº 71 Patrono ELISEU VISCONTI – Foi um pintor, desenhista e designer ítalo-brasileiro ativo entre os séculos XIX e XX. É considerado um dos mais importantes artistas brasileiros do período e o mais expressivo representante da pintura impressionista no Brasil.

Cadeira nº 73 Patrona MARIA FIRMINA DOS REIS. -Foi uma escritora, professora, musicista e a criadora da primeira escola mista do Brasil. Sua obra consiste em uma novela indianista chamada Gupeva (1861), o livro de poesias Cantos à beira-mar (1871), o conto A escrava (1887), além de composições musicais. Seu livro mais conhecido é Úrsula, romance abolicionista de 1859.

Cadeira nº 74 Patrono JOÃO MOHANA – Foi um padre, médico e escritor brasileiro. Em 1952 lançou seu primeiro livro, o romance O outro caminho, pelo qual recebeu o prêmio Coelho Neto da Academia Brasileira de Letras. Apesar de ter sido a seguir medicina, sua grande vocação era o sacerdócio e, em 1955, após a morte de seu pai, entrou para o Seminário de Viamão, no Rio Grande do Sul, tornando-se padre em 1960. Em 1970, foi eleito membro da Academia Maranhense de Letras, ocupando a cadeira nº 3.

Cadeira nº 77 Patrono ODYLO COSTA FILHO – Foi um jornalista, cronista, novelista e poeta brasileiro, membro da Academia Brasileira de Letras.

Cadeira nº 76 Patrono GUILHERME DE ANDRADE DE ALMEIDA – Foi um advogado, jornalista, heraldista, crítico de cinema, poeta e tradutor brasileiro.

Cadeira nº 78 Patrono JOSUÉ MONTELLO – Foi um jornalista, professor, teatrólogo e escritor brasileiro.

Cadeira nº 79 Patrona LADJANE BANDEIRA – Foi uma poetisa, crítica de arte, artista plástica, jornalista, teatróloga e escritora brasileira.

Cadeira nº 80 Patrono ADEMAR TAVARES – Foi um advogado, professor, jurista, magistrado e poeta brasileiro. Ocupou a cadeira nº 11 da Academia Brasileira de Letras, sendo eleito em 25 de março de 1926.

Cadeira nº 81 Patrono PAULO GOULART – Foi um ator, dramaturgo, diretor e escritor brasileiro, considerado um dos maiores talentos do teatro, do cinema e da televisão brasileira.

CATEGORIA ACADÊMICO INTERNACIONAL  

(ESTÃO DISPONÍVEIS AS SEGUINTES CADEIRAS)

Cadeira nº 23 Patrono BERNADINO RAMAZZINI – Foi um médico italiano, escritor e professor universitário.

Cadeira nº 103 Patrono MICHELANGELO – Foi um pintor, escultor, poeta e arquiteto italiano, considerado um dos maiores criadores da história da arte do ocidente.

Cadeira nº 106 Patrono MOZART – Foi um prolífico e influente compositor austríaco do período clássico. Mozart mostrou uma habilidade musical prodigiosa desde sua infância. Já competente nos instrumentos de teclado e no violino, começou a compor aos cinco anos de idade, e passou a se apresentar para a realeza europeia, maravilhando a todos com seu talento precoce.

Cadeira nº 108 Patrona SOPHIA DE MELLO BREYNER ANDRESEN – Foi uma das mais importantes poetisas portuguesas do século XX. Foi a primeira mulher portuguesa a receber o mais importante galardão literário da língua portuguesa, o Prêmio Camões, em 1999.

Cadeira nº 110 Patrono WILHELM CONRAD RONTGE – Foi professor na Universidade de Estrasburgo entre 1876 e 1878, foi posteriormente catedrático na Universidade de Munique e diretor do Instituto de Física. Em 1895, descobriu que determinado tipo de radiação, a que chamou raios X, podia atravessar corpos sólidos e delimitar, por exemplo, a imagem do esqueleto. A radiação, inicialmente denominadas raios de Roentgen (ou “röntgen”) em homenagem a seu descobridor, foi utilizada para o diagnóstico médico, mas depressa adquiriu grande importância na técnica de tratamento dos materiais, sendo usada para a determinação dos limites de fissura das peças. Contudo, quando se constatou que os próprios raios X podiam desencadear diversos tipos de doenças cancerígenas, sua utilização se restringiu rapidamente ao tratamento de certas doenças, como os tumores. Como reconhecimento por suas investigações, Roentgen recebeu, em 1901, o primeiro Prêmio Nobel de Física, que lhe foi atribuído porque sua descoberta significava uma nova era para a física e uma revolução no diagnóstico médico.

Cadeira nº 111 Patrono ALEXANDER FLEMING – Foi um biólogo, botânico, médico, microbiólogo e farmacologista britânico. Autor de diversos trabalhos sobre bacteriologia, imunologia e quimioterapia, notabilizou-se como descobridor da proteína antimicrobiana lisozima, em 1923 e da penicilina em 1928, pela qual foi laureado Nobre de Fisiologia ou Medicina em 1945, juntamente com Howard Florey e Ernst Boris Chain.

Cadeira nº 112 Patrono THOMAS EDISON – Foi um dos maiores inventores da humanidade. Sua maior invenção foi da lâmpada elétrica. Chegou a registrar um total de 1.033 patentes. É de sua autoria a frase “Um gênio se faz com um por cento de inspiração e noventa e nove de esforço”.

Cadeira nº 113 Patrono ISAAC NEWTON – Foi um astrônomo, alquimista, filósofo, teólogo e cientista inglês, mais reconhecido como físico e matemático.

Cadeira nº 114 Patrono EUCLIDES de Alexandria – Foi professor, matemático platónico e escritor grego, muitas vezes referido como o “Pai da Geometria”.

Cadeira nº 115 Patrono LOURENÇO DE MÉDICI – Foi um estadista italiano, soberano de facto da República Florentina durante o Renascimento italiano. Conhecido como Lourenço, o Magnífico por seus contemporâneos florentinos, foi um diplomata, político e patrono de acadêmicos, artistas e poetas.

Cadeira nº 116 Patrono RAFAEL SANZIO – Foi um grande mestre da pintura e da arquitetura da escola de Florença durante o Renascimento Italiano, celebrado pela perfeição e suavidade de suas obras.

Cadeira nº 117 Patrona EMILY DICKINSON – Foi uma das maiores escritoras do século XIX, uma das raras mulheres a praticar literatura com propriedade ainda naquele século, o qual só tinha como tradições literárias femininas ainda somente a literatura inglesa ou francesa, e Emily era norte-americana.

A Solenidade de Posse Acadêmica será virtual através do aplicativo Google Meet.

Data: 27 de março de 2021 às 16h.

 À véspera do evento, os homenageados receberão o link da sala virtual.  

OBS. O prazo para adesões vai até o dia 10 de fevereiro de 2021.

Informações:

WhatsApp (21) 98264-5612

Ou através dos seguintes e-mails:

febacla.artes.literatura@gmail.com

febacla@outlook.com.br

 Os homenageados receberão suas honrarias com antecedência via correio.

 

 

 

 

 

 

 

Tags: